Abril 2019 - Ainda sou do tempo

terça-feira, 30 de abril de 2019

... das Calças Lois

terça-feira, abril 30, 2019 2
... das Calças Lois

As calças Lois já foram muito populares, e é uma daquelas marcas que ficou na nossa memória.


Conhecidas pelo símbolo do touro preto, as calças Lois rivalizavam com as Levis, chegando a ter anúncios feitos pelos ABBA, pelo Rod Stewart ou pelo tenista Bjorn Borg. Foi fundada em 1962, em Espanha, e fazia parte do grupo Sáez Merino, que apostou forte na marca na década de 70, altura em que ficaram conhecidos mundialmente e os seus anúncios faziam sucesso.

Por cá só tivemos direito a elas em 1973, altura que começaram a ser vendidas legalmente por cá, depois de vários anos a serem vendidas via contrabando, nas malas de carros ou em casa de pessoas que as traziam de Espanha. Começaram a perder alguma popularidade nos anos 90, e em 2008 não resistiram  à crise, e abriram falência.










sexta-feira, 26 de abril de 2019

... do Franco Baresi

sexta-feira, abril 26, 2019 0
... do Franco Baresi

Um dos maiores defesas de todos os tempos, um símbolo do Milão e um daqueles capitães que davam tudo de si dentro e fora de campo.

Franco Baresi nasceu a 8 de Maio de 1960, em Itália, e começou a sua carreira nas camadas jovens do AC Milão, depois de ter sido dispensado pelo Inter (onde jogava o seu irmão) que o achou magro e franzino. A sua estreia profissional deu-se na temporada de 1977/78, e na seguinte já era titular, jogando a líbero ou central, ajudando o clube a ser campeão de Itália.

O começo da década de 80 foi atribulada, com o clube a descer de divisão por duas vezes, a primeira por castigo, por estar envolvido no escândalo de corrupção, em 1980, e depois de vencer a Série B e voltado ao convívio entre os grandes, desceu de novo em 81/82, terminando entre os 3 últimos. Apesar de ser já um internacional, tendo sido campeão no mundial de 1982, Baresi optou por permanecer no seu clube do coração, e voltou a vencer a Série B, numa altura que foi nomeado capitão do clube aos 22 anos.

Começou aí o seu reinado no clube, sendo o coração e alma dos rossoneri,e no final dos anos 80, começo de 90, era a peça central numa linha defensiva com nomes como Maldini, Costacurta, Tassotti e Panucci, que ajudou o clube a dominar a Série A sob o comando de Sacchi e depois Capello.

Apelidado de Kaizer Franz, pelas semelhanças com Beckenbauer, liderava o clube com o seu sentido posicional, cortando todo o perigo e sabendo começar o ataque com pés e cabeça. Ajudou o Milão a ser campeão em 1987/88, sofrendo apenas 14 golos, e isso fez com que ficasse em segundo na eleição para Bola de Ouro (perdendo para o seu parceiro Van Basten), e em 89/90 foi considerado o melhor jogador da Série A.

Tinha resistência, elegância, apesar de não ser muito alto, sabia posicionar-se e cortar as bolas, mesmo as que vinham pelo ar. Muito inteligente, estava no seu melhor como líbero, devido à sua visão de jogo e saber ler o jogo, tanto a defender como a lançar o ataque. Não era de estranhar os prémios individuais e colectivos.

Os títulos sucediam-se, duas Taças de Campeões Europeus de seguida, e três campeonatos seguidos, num deles sem sofrer uma única derrota. Foi a três finais da Liga dos Campeões, perdendo duas para o Marselha e Ajax, mas vencendo a outra de forma categórica frente ao Dreeam Team do Barcelona de Cruyff.

Pela selecção, jogou no Mundial de 82, e falhou o de 86, voltando em 1990, sendo já o titular no centro da defesa. No mundial de 1994, lesionou-se no primeiro jogo, tendo que ser operado ao joelho, recuperando em tempo recorde e voltou a ser titular no jogo da final. Mesmo depois dessa lesão, faz um jogo fantástico, e tombou apenas nos penalties.

Um dos meus defesas preferidos, adorava a sua sobriedade e  forma de estar em campo. Um verdadeiro capitão.








terça-feira, 23 de abril de 2019

... das Máquinas costura Singer

terça-feira, abril 23, 2019 0
... das Máquinas costura Singer

Uma máquina costura Singer era sinónimo de qualidade, alicerçado na tradição de passar de geração para geração, e pela fiabilidade das mesmas. Recordem aqui vários modelos dos anos 70 e 80.














domingo, 21 de abril de 2019

... das Sapatarias Charles

domingo, abril 21, 2019 0
... das Sapatarias Charles

Muitos devem ter tido um par de sapatos comprados numa loja Charles, que era uma das marcas mais conhecidas dos anos 80.

As Sapatarias Charles existiam um pouco por todo o lado, e eram um dos nomes mais conhecidos da nossa praça, empregando mais de mil pessoas nas várias lojas que tinham e na fábrica de Vila nova de Gaia. Eram conhecidos pela qualidade dos seus sapatos, e por terem meios números, algo não muito comum.

Lembro-me de ir à loja de Cascais, que ficava perto da farmácia Cordeiro, e de vir com aqueles sacos dourados, com umas asas rígidas que dava para prender com uns botões, Procurei, mas não vejo nenhuma imagem deles para colocar no post.

A dada altura começaram a vender roupa também, mas isso não ajudou muito, e em 2010 tiveram que encerrar por ordem do fisco, deixando centenas de pessoas no desemprego. Lembram-se dos anúncios deles?











quarta-feira, 17 de abril de 2019

... da Game Gear

quarta-feira, abril 17, 2019 0
... da Game Gear

Game Gear foi a aposta da Sega para combater o sucesso do Game Boy.

Game Gear foi lançada pela Sega no Japão em 1990, saindo para a Europa e para os Estados Unidos nos anos seguintes, e tentando assim ameaçar o líder do segmento das consolas portáteis, o Game Boy. O facto de ser a cores espantou muitos de nós, ela era em tudo semelhante ao Master System, tinha 8 bits, mas permitia som em stereo e uma palete de 4016 cores (512 ao mesmo tempo). Tinha tudo para dominar o mercado, mas a própria Sega ajudou a que o produto não tivesse sucesso, ao não lançar jogos originais para este terminal, ao contrário do que acontecia com a consola da Nintendo por exemplo.

Para além disso havia outros inconvenientes, como o facto de ser bem maior do que a sua concorrente (não sendo nada prático o seu transporte), e o facto de levar 6 pilhas, que se gastavam num instante devido a um ecrã que consumia muita energia. Se juntarmos a isso o facto de tudo estar já habituado a jogar com o Game Boy, a coisa não estava fácil.


O aparelho chegou a vender mais de 11 Milhões de unidades, o que fazia ficar bastante atrás da Nintendo, que vendia 10x mais isso. Para além de se poder jogar a cores, a Sega decidiu colocar outras funcionalidades, e ao comprar um certo tipo de acessórios, podia-se ver tv ou ouvir rádio na Game Gear, tentando assim fazer com que ela se destacasse do resto, sendo mais que um simples videojogo.

Não tive nenhuma, mas lembro-me de jogar na de um amigo meu, e realmente não era tão agradável nem tão prático como o Game Boy.

















terça-feira, 9 de abril de 2019

... do Funcenter do Colombo

terça-feira, abril 09, 2019 3
... do Funcenter do Colombo

Era uma das maiores atracções do Centro Comercial Colombo, um parque de diversões indoor, com máquinas, jogos e até pista de Kart.

O Centro Comercial Colombo abriu em Setembro de 1997, e tornou-se rapidamente um local de referência, pelo seu aspecto imponente, as lojas que tinha, e o Funcenter. Com mais de 12 mil metros quadrados, era o maior parque de diversões indoor da Europa, e tinha atracções para todas as idades.

Uma pista Bowling com 24 pistas, um circuito de Kart e uma montanha russa, eram apenas algumas das coisas que podíamos fazer nesse parque, para além de muitas máquinas arcade, e outras diversões, como uns hóqueis de ar, que gostava muito de jogar.

Ainda havia um carrossel e um espaço para os mais novos, com um labirinto e um circuito safari, entre outras coisas. Existia também um bar e uma esplanada, para além de um cyber-café, era literalmente um mundo á parte. Não fui lá muitas vezes, mas diverti-me sempre as vezes que fui.

Fechou em 2013, e nunca mais foi feito nada do género por cá.










segunda-feira, 8 de abril de 2019

... do Rivaldo

segunda-feira, abril 08, 2019 0
... do Rivaldo

Um dos melhores da sua geração, Rivaldo brilhou tanto no meio campo como no ataque, ficando conhecido pelos seus golos de belo efeito e técnica acima da média.

Rivaldo Vítor Borba Ferreira nasceu a 19 de Abril de 1972, no Recife, Brasil, e passou uma infância complicada, nas favelas da cidade, e assinou pelo Paulistano Futebol Clube aos 16 anos, isto apesar de o acharem fisicamente fraco para competir profissionalmente. Como muitos futebolistas canhotos, dava nas vista pela sua técnica dentro de campo, e começou a crescer a nível futebolístico, tendo passado por diversos clubes no começo da década de 90, até assinar pelo Corinthians da primeira divisão em 1993.

No ano seguinte foi contratado pelo Palmeiras, onde venceu os seus primeiros títulos, com a equipe e individualmente, tendo sido considerado o melhor jogador na sua posição. Numa melhor condição física, longe das dificuldades da infância, podia assim mostrar tudo o que valia em campo, e a sua qualidade técnica fazia o resto.

Começou a ser chamado regularmente à selecção, e figurou na equipe olímpica de 1996, numa altura em que já jogava num campeonato europeu, no Deportivo da Corunha. Ajudou o clube a ficar num excelente terceiro lugar, e ficou no top 5 dos melhores marcadores da La Liga.


Mais uma vez mudou de clube, mudando-se para o Barcelona. Nas suas duas primeiras temporadas, venceu dois campeonatos, ficando no segundo lugar dos melhores marcadores, algo que aconteceria de novo em 2001. Em grande forma, Rivaldo alternava entre extremo e nº 10, marcando sempre muitos golos, e alguns de grande nível. No campeonato do mundo de 1998 fez parte de um Brasil em grande forma, que cedeu apenas na final, e com os títulos que vencia em camp nou, não foi de estranhar que vencesse a Bola de Ouro em 99, sendo considerado também o melhor jogador na Copa América (onde foi o melhor marcador), o melhor pela Onze d'or e pela FIFA e foi ainda o melhor marcador na champions.

Continuava a assinar grandes exibições, como num jogo contra o Valência, onde o Barça vence por 3-2 com um hat-trick dele, tendo um sido marcado de pontapé de bicicleta e outro num excelente livre directo. Com 130 golos, já era um dos símbolos de Camp nou, tendo deixado o clube por discussões que tinha com o treinador Van Gaal. Assinou pelo Milão, clube onde venceu a Liga dos Campeões, mas não teve muita sorte, acabando por ir para a Grécia em 2004.

Mostrando que ainda tinha muito para dar ao futebol, depois de ter ajudado o Brasil a ser campeão do Mundo em 2002, no Olympiacos voltou a dar nas vistas com belos golos e grandes exibições. Foi tri campeão grego, com alguns desses campeonatos a serem vencidos graças a golos seus, e escrevendo assim mais uma página no seu já fantástico historial. Ainda jogou pelo AEK, antes de mudar de novo para outro país e onde iria de novo ser campeão.


Voltou depois ao Brasil, onde alinhou pelo Mogi Mirim e São Paulo, e quando se pensava que estava já a queimar os últimos cartuchos, ele marcava golo atrás de golos,e com quase 40 anos voltou ao Uzbequistão, onde foi tri campeão novamente. Pela selecção ficou na história como parte do ataque do campeonato do mundo de 2002, com os três R a serem formados por Ronaldo, Ronaldinho e Rivaldo.

Ainda hoje está no top 10 dos melhores marcadores da selecção e do Barcelona, com alguns dos melhores golos da história do clube a terem sido apontados por si. Eu gostei bastante de o ver jogar, especialmente pela sua capacidade de drible e técnica, fazendo grandes exibições dentro de campo. Os seus livres eram fantásticos, quase sempre em arco, e marcava regularmente de pontapé de bicicleta, jogando a grande nível como extremo, segundo avançado ou nº 10.

Continua como Presidente do Mogi Mirim, clube onde deu alguns dos seus primeiros passos no mundo do futebol.













domingo, 7 de abril de 2019

... das SMS do Nokia

domingo, abril 07, 2019 0
... das SMS do Nokia

Quem mais enviava destes sms com "animais" dos seus Nokia? Eram mensagens de texto que usavam o código Ascii, alguns até dava para animar, e personalizar com texto. Ursos e coelhos eram os mais populares, e muitos compraram um Nokia só para poder enviar e receber isto.









terça-feira, 2 de abril de 2019

... da Novela Laços de Família

terça-feira, abril 02, 2019 1
... da Novela Laços de Família

Uma novela que abordou temas fortes, como a violência doméstica e Leucemia, apresentando uma banda sonora forte e um elenco muito sólido.

Laços de Família foi a 59ª novela das oito da Rede Globo, tendo sido transmitida entre 5 de Junho de 2000 e 3 de Fevereiro de 2001, num total de 209 capítulos. Enfrentou alguns problemas com o Ministério da Justiça brasileiro, que chegou a exigir que os actores mais novos tivessem que abandonar a trama, devido aos temas nela abordados.

Escrita por Manoel Carlos, tinha no elenco nomes como Vera Fischer, Tony Ramos e José Mayer, apresentando ao público também o talento de Reynaldo Giannechini e Giovanna Amtoneli. Carolina Dieckmann brilhou com a sua personagem Camila, especialmente na cena onde rapa o cabelo, depois de descobrir que tem leucemia, ao som de Lara Fabian. Deborah Secco também brilhou, no papel da vilã Íris, ao ponto de ser agredida na rua, pelas maldades que fazia no ecrã.

O triângulo amoroso entre mãe (Vera Fischer) e filha (Dieckmann) com Edu (Giannechini) chamou a atenção, assim como Capitu (Giovanna) que era uma universitária e acompanhante de luxo. Uma novela que apostou muito nas relações interpessoais, com diálogos muito íntimos e cenas fortes do aspecto emocional. Foi transmitido em Portugal pela SIC, no começo do Século, tendo tido bastante sucesso e com o cd com a banda sonora a ser um sucesso de vendas.

Lembro-me bem de tudo a falar do episódio onde Camila tem que rapar o cabelo, pela intensidade do choro (real) da actriz, mas foi novela que não assisti.















segunda-feira, 1 de abril de 2019

... do canal Locomotion

segunda-feira, abril 01, 2019 0
... do canal Locomotion

Nos anos 90, este era um dos canais mais populares entre os mais novos, onde podíamos ver programas bem diferentes do que estávamos habituados.

Apesar de estar disponível só na Cabovisão, tenho ideia de que quem tivesse parabólica, tinha também acesso a ele. Antes da SIC Radical, era este o canal de programais mais alternativos, onde podíamos ver South Park sem censura (em brasileiro), diferentes tipos de Anime, e animações adultas como Duckman ou o Crítico.

Fundado na América Latina a 1 de Novembro de 1996, Locomotion era detido a meias por uma estação televisiva norte-americana e uma venezuelana, apostando no conceito de que a animação não era só para crianças. Pouco tempo depois expandiu-se para a península ibérica, sendo distribuído por cá pela Cabovisão.

O símbolo do canal era uma cabeça, onde o Loco ficava na parte dos olhos, e o motion na boca. A partir de 1999, decidiram apostar no target etário dos 18-35 anos, e na proliferação da internet. Duckman, Aeron FLux, Critic e South Park eram os grandes sucessos por cá, e pouco tempo depois começaram a apostar em blocos de anime, legendados ou dobrados. Em 2002 é comprado por uma empresa canadiana, que apostou na reformulação e um novo grafismo.

Em 2003 deixou de ser emitido na península ibérica, mas foi sobrevivendo no Brasil durante mais algum tempo, até ser vendido à Sony, que o aposentou e mudou de nome.