quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

... do Winamp

 


Quando tinha que formatar o meu PC, um dos programas que voltava logo a instalar era o Winamp.

Winamp era o programa que a maioria utilizava para escutar música no computador. Em 1999 era o rei e senhor para ouvir as nossas músicas preferidas, quer fosse em cd quer fosse em MP3 já que suportava quase todos os formatos de áudio.

A Nullsoft lançou o programa em 1997, e em 1998 já eram mais de 3 milhões os utilizadores deste media player desenvolvido por dois estudantes do Utah, Justin Frankel e Dmitry Boldyrev.

As músicas eram vistas numa playlist com o nome do artista e da canção, tudo de uma forma muito intuitiva assim como as mudanças que se podiam efectuar nos agudos e graves da música, de forma a podermos a ouvir na sua plenitude. Mas um dos maiores sucessos era a possibilidade de mudar a skin onde o leitor se encontrava, modificando por completo o aspecto do mesmo. Existia de tudo um pouco, desde formatos de Naves a algo relacionado com séries de TV, passando por filmes e personalidades conhecidas, e desta forma  podíamos nos divertir a modificar o leitor e não ver sempre a mesma coisa no nosso desktop.

O programa possibilitava a conexão com o mIRC ou o MSN, e assim todos sabiam o que escutávamos, um pré-Facebook nesse aspecto. Havia quem escutasse música no Windows Media Player ou outro programa, mas este era de longe o mais usado pelo pessoal, no qual me incluía. Lembro-me como perdia tempo a colocar logo várias skins de modo a poder variar sempre o aspecto dele, e de gravar playlists enormes de modo a não ter que me preocupar com a quantidade de músicas que ia ouvir.










1 comentário:

  1. Ainda hoje continuo a usar o Winamp com a clássica e velhinha skin para ouvir música durante as horas de trabalho.

    ResponderEliminar