quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

... do Sequim d'Ouro


O Sequim d'Ouro normalmente dava no dia 25 de Dezembro, e nos anos 80 foi um clássico na RTP.

Zecchino d'Oro é um festival de canções infantis que foi para o ar pela primeira vez em 1959, inicialmente tinha somente canções Italianas, mas em 1976 decidiu-se começar a convidar outros Países, estabelecendo aquele que viria a ser o modelo do festival até aos dias de hoje. Um júri infantil decide quem merece levar o Sequim d'Ouro, prémio que era atribuído aos compositores da canção mas não aos intérpretes, algo que nunca achei muito justo.

Afinal as crianças (as estrangeiras) tinham que cantar a música na sua língua e também numa versão Italiana, algo nada fácil digamos, mas que muitas cumpriam na perfeição. Portugal conseguiu vencer um destes festivais, na sua segunda participação em 1980, com a música interpretada por Maria Armanda "Eu vi um Sapo/Ho visto un rospo", uma música que todos cantaram nos anos 80 e um clássico infantil.


Apresentado por Cino Tortorella, já retirado, o festival ganhou notoriedade ao passar na Eurovisão a partir de 1969, e ao contrário do Festival da canção, têm-se mantido fiel sempre ao seu modelo, recebendo da UNESCO a distinção "património para uma cultura de paz", na altura da comemoração dos 50 anos do programa.

A dada altura o festival teve um convidado especial, o Topo Giggio que ajudava os apresentadores do programa a entreter as crianças. Nunca fui fã deste tipo de festival, mas que remédio tinha eu senão ficar com a família a ver este grupo de crianças a cantarolar na tv.











0 blogger-facebook:

Publicar um comentário