... do Stan Valckx - Ainda sou do tempo

sexta-feira, 2 de março de 2018

... do Stan Valckx


Em dia de clássico, recordar aqui um dos melhores jogadores de um dos melhores plantéis que o Sporting CP teve. Stan Valckx era um patrão na defesa leonina, e assim foi durante as duas temporadas que esteve de leão ao peito.

Stanislau Henricus Christina Valckx nasceu a 23 de Outubro de 1963, na Holanda, chegando a Alvalade em 1992, já com 29 anos. Começou a jogar profissionalmente no VVV-Venlo, com apenas 20 anos, e subiu logo na época seguinte à primeira divisão holandesa, onde foi titular indiscutível da equipa e passado 3 anos, foi normal o salto para um dos grandes desse país.

Acabou por assinar pelo PSV Eindhoven, onde fez dupla com Ronald Koeman, e foi um dos responsáveis pela conquista do campeonato, numa equipa onde jogavam nomes como Romário ou o grande Van Breukelen. Valckx era um central completo, muito forte fisicamente, com uma grande capacidade de marcação homem a homem, e dono de um pontapé potente, marcando sempre vários golos em todas as equipas que jogou.

Continuou como titular, fazendo dupla depois com Popescu, e voltou a ser campeão com o PSV, antes de decidir mudar de ares, após um convite de Bobby Robson, que tinha sido seu treinador no clube holandês. Juntou-se então a um dos melhores plantéis que o clube leonino já teve, não me canso de referir isso, tornando-se o patrão de uma defesa onde alinhavam Pedro Barny e Carlos Jorge. Jogando ao lado de nomes como Capucho, Juskowiak, Balakov, Figo ou Cadete, Valckx rapidamente conquistou os fãs leoninos, e os golos que marcava de livre, faziam com que Alvalade vibrasse com este jogador.


Este golo contra o Boavista, é um dos favoritos do jogador, uma das melhores memórias que leva de Portugal, tendo também algumas más recordações, como o 3-6, ou o despedimento de Robson. Dono de uma personalidade forte, chegava a travar de razões até com o presidente Sousa Cintra, mas era respeitado por tudo e por todos, sendo um dos líderes naturais do balneário.

Venceu o prémio Stromp em 1993, e mostrou todo o seu profissionalismo quando na temporada seguinte, já sem Bobby Robson e com Carlos Queirós como treinador, começou a ver o seu lugar tapado por Naybet e Marco Aurélio, jogando muitas vezes como trinco, antes de decidir sair de Alvalade e voltar ao PSV.

Na altura com 32 anos, voltou a ser titular da equipa, jogando ao lado de nomes como Stam, Cocu ou Ronaldo, jogando ainda a alto nível por 3 temporadas, perdendo algum fôlego nessa altura, e começou a ceder o seu lugar a jogadores mais novos, acabando a sua carreira no clube e começando uma nova etapa na sua vida, como director desportivo.


Em Alvalade deixou saudades, mas foi mais um daqueles que saiu sem vencer um título de campeão, algo que sentiu várias vezes ao serviço do PSV. Curiosamente foi no Sporting que começou a ser titular na selecção da Holanda, jogando no mundial dos EUA de 1994, depois de ter sido preterido em 1992. Por lá assinou algumas exibições de bom nível, como nos quartos de final, onde cai frente ao Brasil.

Valckx tem boas memórias de Lisboa, recordando-se da qualidade dos seus companheiros, dos derbys contra o Benfica e dos clássicos contra o Porto, onde diz ter sentido sempre mais pressão do que nos jogos no campeonato holandês.

Era um dos meus preferidos, e adorava ver os seus livres, onde chegou a marcar golos quase desde a linha do meio campo. Quem era fã?