... do Gil Vicente dos anos 90 - Ainda sou do tempo

sexta-feira, 23 de março de 2018

... do Gil Vicente dos anos 90


Nos anos 90 tivemos equipas que podiam não fazer grandes campeonatos, mas que deixaram saudades por uma variedade de razões. No caso do Gil Vicente, podemos ir para o seu estádio e para alguns dos jogadores que por lá passaram nessa década, como Tuck, Cacioli, Vital, Brassard ou Drulovic.

Fundado em 1924, o Gil Vicente foi um clube habituado a andar pelos campeonatos regionais, subindo para uma divisão nacional em 1943. O seu estádio, Adelino Novo, era conhecido por ter inspiração britânica, tendo um campo de jogo reduzido e as bancadas quase em cima do relvado. Subiu à primeira divisão no final dos anos 80, na temporada 1989/90, com Rodolfo Reis a conseguir esse feito histórico com jogadores como Tuck, Folha ou Paulo Alves.

A equipa de Barcelos sempre foi uma daquelas que vivia dos empréstimos, e após manter alguns dos jogadores fundamentais na subida de divisão, consegue alguns reforços importantes, como os defesas Valido e Cabral, os médios Rui Filipe e Capucho, e o avançado Paulinho Cascavel. Num campeonato que contava com 20 equipas, os gilistas conseguiram um respeitável 13º lugar, ficando à frente de históricos como Vitória Setúbal, Belenenses ou Estrela da Amadora.


Na temporada seguinte há uma mudança de treinadores, sai Rodolfo Reis, e entra António Oliveira, e saem alguns jogadores, como Folha e Paulo Alves. Apesar disso, a equipa consegue manter a mesma posição no campeonato, numa altura que este voltava a ter só 18 clubes.

Mas o melhor estava ainda para vir, quando Vítor Oliveira pegou na equipa, e comandando uma equipa que tinha nomes como Brassard, Morato, Tuck, Cacioli, Mané e Drulovic, o clube chega a um fantástico 9º lugar, ficando à frente de clubes como o Guimarães ou o Braga e apenas a 6 pontos de poder ir à UEFA.

Em 1993/94, Vítor Oliveira viu o seu plantel reforçado com veteranos como Vital na baliza, Dito na defesa, Lito no meio campo e o grande António Sousa. A equipa fica pela 12ª posição, continuando assim a manter-se pelo meio da tabela e a tornar-se um clube apreciado um pouco por todos.


Todos conheciam nomes como Tuck e Cacioli, e todos achávamos piada às transmissões no estádio Adelino Novo, principalmente quando os pilares atrapalhavam a boa visibilidade das jogadas em campo.

Vítor Oliveira manteve-se por mais uma temporada, e com um plantel que mantinha as suas pedras fundamentais, continua a situar-se pelo meio da tabela, atingindo de novo a 13º posição. Mas em 1995 muda muita coisa por Barcelos, com Bernardino Pedroto a pegar num clube que via sair muitas peças chave do seu plantel, mas que conseguia mesmo assim ficar pela 12º posição.

O pior veio na época seguinte, onde o clube desce de divisão, apesar de manter por lá históricos como Vital e Tuck, a que se juntavam novos nomes como Formoso e Carlitos. Seguiram-se tempos complicados, com um processo na secretaria e impedindo a equipa de se juntar aos grandes de novo. Isso só veio a acontecer na viragem de Século.

Quem mais se recorda destes jogadores?







Sem comentários:

Publicar um comentário