... do Subbuteo - Ainda sou do tempo

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

... do Subbuteo


O Subbuteo pode já não ter o sucesso de outrora, mas ainda é um jogo bastante apreciado por muitos, existindo por cá campeonatos com clubes conhecidos, como o Belenenses, e que apostam assim na nostalgia dos fãs de futebol de mesa.

O britânico Peter Adolph era fã de um jogo de futebol de mesa, que existia desde 1929, ao qual faz algumas alterações e lança em 1946 aquela que foi a primeira edição do Subbuteo. O jogo conquistou de imediato os ingleses, e tornou-se um caso de sucesso em toda a Europa, sendo um dos mais populares na década de 70 e 80. Até no Brasil, onde já existia algo muito semelhante (o futebol de botão), existiu uma versão disto, a que chamaram Pelebol.

Nunca tive um, mas lembro-me da atmosfera em redor dos jogos organizados por alguns amigos meus que o tinham. Um deles tinha tudo e mais alguma coisa para criar uma experiência próxima da realidade. desde bancadas a bancos de suplentes, passando até por torres de iluminação, para jogos de noite.

Por cá a Concentra lançou várias versões, com diversas caixas a serem lançadas no nosso mercado, por vezes acompanhado até com uma boa campanha de publicidade, nos jornais, revistas e até na TV. Quando a moda do Subbuteo estava em alta, era comum encontrar jogadores, ou kits de jogadores, à venda um pouco por todo o lado, com equipamentos de equipas que iam desde as portuguesas Sporting e Benfica, a colossos europeus como o Inter de Milão ou o Real Madrid.


Na caixa vinha o “relvado”, um campo de tecido verde, com as duas balizas, a bola e os 22 jogadores necessários. Os guarda-redes eram os únicos jogadores fixos no campo, com uma barra de plático/metal de cerca de 10 cm de comprimento, a qual podíamos mexer para os lados de modo a tentar defendermos a nossa baliza.


Os restantes jogadores, equipados a rigor, encontravam-se numa base semi esférica, à qual íamos dando umas esticadas com os dedos, avançando assim no campo com a bola e tentando marcar golo na baliza adversária.

Existiram diversos campeonatos organizados por essa Europa fora, e Portugal não era excepção, com diversos torneios a acontecerem um pouco por todo o lado. Nos anos 90 tivemos portugueses a vencer o Campeonato da Europa, em 1992 e 96, e Vasco Guimarães (que venceu o mundial na categoria Juvenil em 1990 na Itália) tornou-se inclusive um dos melhores jogadores mundiais, tornando-se uma figura incontornável dos fãs deste jogo.

Não é por isso de estranhar que no nosso país existam até equipas registadas numa associação, com destaque para o Belenenses, e que hajam torneios e campeonatos que são tudo menos amadores. Quem ainda tem o seu Subbuteo?