... do Counter-Strike - Ainda sou do tempo

sábado, 6 de janeiro de 2018

... do Counter-Strike


Foi um dos jogos mais populares do virar de Século, um dos melhores First person shooter e um dos primeiros a fazer com todos gostassem de andar aos tiros online. Counter-Strike teve várias versões, com a última a ser lançada em 2012, tendo sido lançado depois alguns spin offs.

O conceito do jogo era simples, um grupo de mercenários tentava lançar o terror pelo mundo, sendo combatido por outro grupo que fazia tudo para desmantelar e prevenir estes actos terroristas. Concebido como um "Mod" (uma modificação) para o Half-Life em 1999, o título foi desenvolvido por Minh "Gooseman" Lee e Jesse "Cliffe" Cliffe, antes de ser adquirido pela companhia que tinha os direitos do Half-Life, a Valve Corporation.

Em 2000 era um dos mais jogados em todo o mundo, e passado 4 anos saíram duas edições, Condition: Zero e Source, com o último a utilizar um motor de jogo idealizado pela Valve e que tentava assim tirar partido da popularidade do primeiro CS, já que se tratava basicamente de um Remake.

Em 2012 saiu a última edição baseada na série principal, Global Offensive, que saiu para os PC's. Mac's e consolas. Depois disso existiram 3 spin-off's, com o último a ser lançado em 2014 e aproveitando a febre de Zombies que andava em grande pela cultura popular. Não foram bem aceites pela crítica e pelo público em geral, e esmoreceram aquela que era uma das maiores franquias de jogos, com mais de 25 Milhões de unidades vendidas.

Desde o tentar desarmar bombas a tentar salvar reféns, CS tinha a particularidade de puxar pelo modo online, numa altura que a internet começava a dar os primeiros passos a sério nisso, com as velocidades a permitirem que se jogasse de uma forma mais competitiva. A popularidade do jogo era imensa, e no Brasil chegou a haver uma proibição, com um juiz a achar que podia haver uma subversão da paz e ordem entre os que jogavam. Quem jogou?