0

Foi uma das principais figuras da nossa arbitragem na década de 90, para o bem e para o mal, passando os dias de hoje como comentador desportivo em algumas rádios e canais de televisão, para além do seu trabalho no sector da banca. Quem não se recorda do famoso caso de "azia"?

Jorge Coroado nasceu a 23 de Março de 1956, em Carnaxide, Oeiras, começando a praticar atletismo no clube Os Belenenses no começo da década de 70, iniciando a sua carreira na arbitragem pouco tempo depois, em 1975. Depois de passar alguns anos como fiscal de linha, começou a ter algumas oportunidades e em 1986 estreou-se na 1ª divisão, apitando um Salgueiros-Farense, que terminou 2-0 para os de Vidal Pinheiro.

Era conhecido por ser um árbitro forte e sem receios, era comum ser dos poucos que marcava penalties contra os 3 grandes, ou de dar vermelhos a jogadores, mesmo que fosse só por palavras. Ficou na memória um jogo do Benfica, em que expulsa o César Brito por palavras, e quando o Pacheco vem todo lançado para pedir explicações, e o insultar, é expulso também logo de imediato. E isto tudo em pleno estádio da luz.

Nas Antas também existiu uma expulsão ao mítico capitão João Pinto, marcando uma grande penalidade que poderia (e deu) dar o empate ao adversário. Era odiado por todos os adeptos portanto, no Sporting ficou mítico o jogo contra o Chaves em 1999, onde ele faz uma arbitragem desastrosa (para os dois lados), e no final confessa que o jogo até lhe deu Azia. Em 1995 foi alvo de uma coisa absurda, quando a FPF decidiu aceitar um recurso que o Benfica tinha feito por causa da expulsão do Caniggia num jogo contra o Sporting. A federação decidiu repetir o jogo, mas para a FIFA, o oficial é o primeiro, onde a expulsão foi efectuada.

Já na altura era internacional da FIFA, e apesar de não ter apitado nenhum Mundial ou Europeu, apitou algumas meias finais de competições como Taça das Taças ou a Taça dos Campeões Europeus. Marcou presença em duas finais da Taça de Portugal, algo que considera como dos maiores pontos da sua carreira. Um nome na história do nosso futebol.




















Enviar um comentário Blogger