0

Ainda sou do tempo em que nem todos tinham carro, e mesmo os que tinham, só usavam de tempos a tempos. Então, era normal existir uma outra preocupação, um cuidado maior com as coisas, e no caso do carro era comum vermos eles todos tapados com uma capa cinzenta.

Quem não se recorda de ver carros com esta capa protectora? Era uma espécie de lona, umas mais pesadas, outras mais leves, que se usava para cobrir o carro todo e assim protegê-lo da chuva, das sujidades e até dos riscos. O problema era o ritual que isso envolvia, não era algo fácil de fazer, e dependendo do uso que se dava ao carro, a coisa tornava-se deveras aborrecida e cansativa.

Li no blog da Pipoca mais Doce, que existia os que iam ao Algarve à praia, e faziam isto mais do que uma vez no mesmo dia, logo isso tornava a coisa toda insuportável. Até porque não era só colocar e pôr, ao tirar tinha-se que dobrar meticulosamente, e ao cobrir o carro, tinha-se que ver se estava de forma a que não riscasse a pintura, que protegesse realmente de todas as intempéries e tinha-se que repetir isto todas as vezes.

Lembro-me que existiam uns que colocavam as matrículas também na capa, mas isso era menos comum. Quem tinha uma destas?











Enviar um comentário Blogger