0

A Revista Gina apareceu pouco tempo depois do 25 de Abril de 1974, e tornou-se um enorme sucesso. ficando para sempre na memória de todos os rapazes que tiveram contacto com ela, nas décadas de 70 e 80.

Uma produção da editora Pirâmide, trazia-nos conteúdo traduzido e adaptado pelo próprio dono da editora, Mário Gomes. A esmagadora maioria do que era apresentado, vinha do mercado Alemão, e a capa da revista gostava de realçar isso, estando em destaque o sub-titulo Histórias Sexy Internacionais.

As capas eram bastante simples, com uma fotografia em grande plano de uma mulher, quase sempre com um penteado enorme, e o nome da publicação em letras garrafais. A parte traseira não apresentava nada a não ser o preço, preço esse que flutuava por vezes quase mensalmente. Existem informações que começou por ser 20 escudos, mas a elevada procura que a mesma tinha por todo o país, fazia com que o preço fosse subindo de forma progressiva, chegando a custar 500 escudos nos anos 80.

Foi publicada de Setembro de 1974 a 2005, e no auge da sua popularidade, chegou a ter tiragens de milhares de exemplares, que suplantavam muitas outras publicações da época. Não se vendia em todo o lado, existem recordações de se vender perto do teatro Tivoli de uma forma mais ou menos aberta, e encontrava-se naquelas bancas/quiosques que existiam no meio das ruas. Quem levava uma para o liceu era considerado um herói, e era certo que ela passaria por várias mãos antes de retornar ao seu dono, sem nenhuma página colada de preferência.

As histórias eram do mais básico possível, alternadas com fotos que iam subindo o nível, começando por ser quase uma fotonovela, e em poucas páginas virar algo muito hardcore. Com o passar dos anos, e a quantidade de concorrência que ia aparecendo, a Gina foi perdendo o seu espaço em bancas, mas deixando para sempre uma marca na memória de nós todos.



última foto e alguma info retirada do blog Santa Nostalgia






Enviar um comentário Blogger