0

A Mega Drive foi a minha consola preferida, e o Sonic foi o jogo que me fez ficar horas agarrado ao comando. Um jogo cheio de cor, com um protagonista carismático e níveis que nos deixavam colados ao ecrã, até a música nos deixava entusiasmados com aquilo tudo, e nem o facto de não podermos gravar os níveis nos desanimava.

A SEGA queria uma mascote para competir com o Mario da Nintendo, e não viam esse potencial no Alex Kidd, a mascote da companhia na altura e um símbolo da consola Master system. Mas a companhia queria algo diferente para o Mega Drive, lançando um concurso interno, e depois de várias propostas, venceu o design do artista Naoto Oshima, de um Ouriço jovem e carismático.

O programador Yuji Naka ajudou na criação de algo que ajudasse o jogo a destacar-se dos outros, especialmente na velocidade que a personagem podia alcançar. Foi criada uma equipa só para isto tudo dar certo, e assim em 1991 saiu o tão desejado jogo, que soube tirar partido dos 16 bits da consola, mostrando um título de plataforma mais rápido do que os jogadores estavam habituados. Foi elogiado pelos críticos, e um sucesso comercial, que fez com que a SEGA fizesse pacotes de consola mais jogo, tornando a companhia uma séria rival da Nintendo, fazendo com que esta lançasse a SNES, e começasse uma guerra de consolas que animou a década.


O conceito do jogo era simples, Sonic vivia numa ilha tropical com os seus amigos animais, até que um dia o maléfico Dr Robtonik os decide raptar, e os transformar em criaturas diabólicas. Cabe ao nosso herói atravessar as diferentes zonas da ilha, e atrapalhar os planos deste cientista doido. Eram 3 níveis, por cada uma das 7 zonas da ilha, e tínhamos que chegar ao fim em menos de 10 minuto. Enquanto corríamos e saltávamos, tínhamos que ir apanhando uns anéis, já que nos iam dando recompensas, desde que tivéssemos um anel não morreríamos com os adversários, e se chegássemos ao fim com 50, teríamos acesso a um nível de bónus, onde teríamos a possibilidade de apanhar uma das Esmeraldas do Caos.

Adorei este jogo, as diferenças visuais de cada zona era como se fosse um jogo novo, os monitores com bonus e os postes onde podíamos ir salvando o progresso, ajudavam a que não ficássemos fartos com a dificuldade dos níveis. O sucesso fez com que começasse a sair muito merchandising com o ouriço, e até 1994 saíram mais 4 jogos, que serão abordados por aqui. Quando a SEGA deixou de fazer consolas, nenhum dos títulos produzidos para as máquinas existentes no mercado teve grande sucesso, mas a popularidade da personagem crescia, com desenhos animados e comics a serem produzidos em grande volume, e em 2005 entrou para o Hall of Fame dos videojogos, sendo dos primeiros personagens a merecer essa honra, juntamente com Mariio e Lnk.

No Século XXI saíram regulamente jogos que colocavam lado a lado Sonic e Mario, algo impensável nos anos 90. Quem mais jogou isto no Mega Drive?







Enviar um comentário Blogger