0

Trata-se sem sombra de dúvidas de uma das melhores séries made in Portugal, filmada em 35mm (uma raridade para a altura) aliava a qualidade visual a histórias cheias de acção e violência que deixaram os portugueses fãs deste detective.

Da autoria de António Avelar Pinho e António Cordeiro, a série juntava o gosto que Pinho tinha pela banda desenhada, com a paixão cinematográfica de Cordeiro. Este encarnava também a personagem principal, um detective sedutor e astuto que tentava resolver os problemas da grande cidade. O programa foi transmitido em horário nobre pela RTP, aos Sábados e foi um sucesso de audiências com a qualidade de cenografia e fotografia a não passarem despercebidos ao público.

Esta foi uma ideia amadurecida, as primeiras sementes apareceram em 1988, mas só foi finalizado em 1991, com os 13 episódios a serem produzidos pela Miragem e com a realização ao cargo de Henrique Oliveira. O estilo noir transportava-nos aos filmes de espionagem de outros tempos, com as histórias a mostrarem-nos Lisboa de uma forma em que seria fácil confundir a nossa capital com Chicago ou outra cidade do género.

Junto com Cordeiro tínhamos Margarida Reis que dava vida a Ruby Tuesday,, a secretária de Claxon, Ricardo Carriço como o grande amigo do detective, Rick Planeta ou os agentes da polícia que eram interpretados por António Paulos e Tomás Machado. Tínhamos ainda o dono do bar onde o nosso herói passava muito do seu tempo, Bill Bao, vivido por Jorge Nogueira.


Como curiosidade, o nome Claxon significa o mesmo que buzina ou buzinadela, com a ideia a surgir depois dos autores ficarem presos num engarrafamento. De referir ainda que em alguns episódios as vozes dos actores eram dobradas e que todos os episódios foram realizados como se fosse para cinema, daí a qualidade sempre presente na imagem.

Apesar de serem só 13 episódios, o programa ficou na história da nossa televisão, com episódios inovadores como um apresentado no formato 16:9 e a preto e branco. Quando revi na RTP memória, o que me chamou mais a atenção foi um episódio que parecia saído de um livro de Agatha Christie, o que diz muito do cuidado e qualidade com o que nos era apresentado.

Como em todas as séries, foram muitas as pessoas a aparecerem como convidados especiais. Nomes como Carlos Alberto vidal, Lena Coelho ou Rui reininho marcaram presença e ajudaram a que Claxon fosse sem sombra de dúvida uma série diferente e original.







Enviar um comentário Blogger