0

Talvez o Gaulês mais famoso de todos os tempos, Astérix está no panteão das grandes personagens de BD por seu próprio direito, encantando gerações diferentes de crianças e ficando para sempre na sua memória. Protagonista de 34 álbuns, teve direito também a adaptações para filmes de animação e outros de imagem real.

Criação do argumentista René Goscinny e com arte de Albert Uderzo, Astérix começou por aparecer na revista Pilote em 1959, tendo estrelado o seu primeiro álbum em 1961 e aparecendo depois dessa forma regularmente todos os anos.Esses álbuns são traduzidos para mais de 83 línguas e 29 dialectos, incluindo o português e o mirandês, por cá foi publicado por diversas editoras de todas as formas, capa dura e capa mole, com as edições da Meribérica a serem as mais populares entre o público.

Apesar de não ser o chefe da sua aldeia, este pequeno guerreiro é indiscutivelmente o líder do grupo, sendo sempre o escolhido para missões que possam salvar a aldeia ou a própria Gáulia. Bastante astuto e inteligente, é também bastante corajoso e sempre pronto a enfrentar os desafios, quase sempre com a companhia do seu melhor amigo Obélix e a poção mágica do druida..

Facilmente reconhecido pelo seu farto bigode e capacete alado, com as asas a mudarem de posição conforme o humor do herói. È uma pedra no caminho de Júlio César que vè nele uma das maiores ameaças da aldeia dos loucos. Sempre fui mais fã do Obélix, mas existe um ou outro álbum onde fico fã deste pequeno, mas grande, herói.



















Enviar um comentário Blogger