0

Um dos maiores clássicos na diversão infantil da década de 80, o jogo do Stop entreteve diversas gerações de crianças, quer em Portugal, quer no Brasil, bastando para isso um pouco de papel, uma caneta e um grupo de amigos. Depois de sabermos a letra em questão, tínhamos que escrever rapidamente a palavra começada por essa letra na categoria respectiva, até que alguém acabasse e gritasse STOP.

Normalmente jogado por um grupo de 4/5 pessoas, era o ideal para os intervalos/horas de recreio em que estava a chover bastante, ou até quando estávamos por casa e sem muito o que fazer. O jogo do Stop consistia em criarmos categorias numa folha de papel, folha essa onde colocaríamos depois a palavra que começasse pela letra que um jogador tinha dado previamente. A palavra STOP era usada em 2 ocasiões, sendo a primeira quando se pedia a um jogador que começasse a pensar no Alfabeto e quando outro gritasse Stop, ele daria a letra onde ia e todos começariam então a escrever sem parar.

A outra altura era quando alguém terminava de escrever em todas as categorias, obrigando assim os outros a pararem e assim a perderem pontos por cada categoria que não tivessem feito. Quem tinha conseguido escrever, teria pontos extra. A batota acontecia habitualmente nesta brincadeira, havia sempre um "estava a acabar de escrever" ou aquele que escrevia enquanto se via as outras categorias. Também havia discussões quando não se conhecia a palavra que alguém tinha escrito e se contestava a mesma. Lembro-me de sofrer quando colocava "Marta" nos Animais e muitos não conheciam o mesmo. Os pontos eram 5 por cada palavra repetida por outro jogador, 10 por "original" e 20 quando alguém não tinha feito.

Pelo que me lembro as categorias eram as seguintes:
Países, Animais, Nomes, Cores, Flores, Objectos e Profissões. Lembro-me de existirem variantes, mas estas são as categorias base.
















Enviar um comentário Blogger