0


As miniaturas da Corgi fizeram (ainda fazem) as delícias de crianças e adultos, com miniaturas de qualidade que serviam ou para brincar, ou para colocar exposta numa vitrina ou num móvel lá de casa.

Criada pela Mettoy Company of Northampton, que começou por produzir brinquedos coloridos de metal prensado nos anos 30, a marca Corgi (da raça de cães galeses) foi escolhido por 3 razões: a primeira, por ser pequeno e “ficar no ouvido”; a segunda, porque os modelos seriam produzidos em Swansea (País de Gales) e terceiro pela sua associação (cães) à família real britânica.

Ford Consul, Austin Cambridge, Morris Cowley, Riley Pathfinder, Rover 90 e outros encontravam-se entre os primeiros modelos produzidos, começando a ser comercializados em 1956, por cá penso que existam desde a década de 60, e como era comum existiam edições mais luxuosas e outras mais simples, todas de bom nível com pormenores como molas de suspensão e capôs que abriam, entre outros.



O modelo mais conhecido da Corgi a nível mundial é, sem dúvida nenhuma, o Aston Martin DB5 dourado do agente Bond, James Bond. Produzido pela primeira vez em 1965, apresentando assentos ejectáveis e metralhadoras montadas à frente, teve um sucesso instantâneo, ganhando o prémio de Brinquedo do Ano no Reino Unido. Custando, à época 50 pence (meia libra), por alturas de 1968 mais de 3.9 milhões de unidades tinham sido vendidas.

Outro dos modelos mais vendidos de sempre é o Batmobile de 1966, com 5 milhões de unidades vendidas. Um tio meu tinha este, e deixava-me brincar um pouco com ele, apesar de ter que ter muito cuidado com ele. Depois oferecia-me daqueles mais simples, que podia brincar à vontade.



imagem de http://fmpsinogau.blogspot.pt/
















Enviar um comentário Blogger