0

Hoje recordo um dos meus filmes preferidos, o Príncipe em Nova Iorque com um Eddie Murphy em forma que nos fazia rir do começo ao fim. Uma comédia com belos momentos e um dos primeiros em que Murphy interpretou diversas personagens.

Coming to America (Príncipe em Nova Iorque) é uma comédia de 1988, realizada por John Landis, baseada numa ideia de Eddie Murphy que acabou por protagonizar o filme, estrelando um elenco onde podíamos encontrar nomes como Arsenio Hall, John Amos ou James Earl Jones. Numa altura que Murphy era já uma estrela, esta película ajudou a mostrar todo o seu talento, com o actor a desempenhar vários papeis, muitos deles ficando irreconhecível.

Murphy era Akeem Joffer, um príncipe Africano que acha que deve poder escolher a sua mulher e não ficar preso no seu reino, podendo conhecer o mundo na companhia do seu amigo e instrutor Semmi (Hall). Com a benção dos seus pais (James Earl Jones e Madge Sinclair), Akeem viaja então para a América, para um bairro pobre em Queens, onde decide esconder a sua riqueza e viver abaixo das suas possibilidades, para poder conquistar uma mulher apenas pela sua forma de ser.

Apaixona-se por Lisa (Shari Headley), a filha do dono (John Amos) dos maiores concorrentes do McDonald's, o McDowell's, e que namorava com o herdeiro de uma bela fortuna (interpretado por Eriq La Salle). Depois de uma série de desventuras acaba por conquistar Lisa e casar com ela no seu país, com uma pequena ajuda dos seus pais, depois destes terem se mostrado contra o casamento


Murphy e Hall interpretam vários papeis, e alguns só descobríamos no final, quando apareceram os seus nomes, quem dizia que Murphy era o velho branco Judeu da Barbearia e também o dono da mesma? Hall também faz de um dos velhos nessa barbearia, entre outros como do reverendo Brown.

Todos se lembram de algumas cenas como o banho do príncipe logo no começo, as parvoíces de Akeem a tentar fazer tarefas como lavar o chão, ou falar de futebol Americano. A discussão na barbearia, com um pré adolescente Cuba Gooding jr na cadeira, ou o assalto ao restaurante, com um jovem Samuel L Jackson.

Tivemos ainda um piscar de olhos ao filme Ricos e Pobres, com os dois velhos a receber dinheiro de Akeem. Uma história bem conseguida, com excelentes momentos de humor e uma das melhores comédias dos anos 80, além de ser um dos melhores filmes de Murphy.














Enviar um comentário Blogger