0

Antes de ser a fábrica de novelas Portuguesas que é hoje, a TVI no seu começo apresentou algumas novelas vindas do continente Sul Americano, e a Xica da Silva foi uma das que chamou mais a atenção.

Xica da Silva foi uma telenovela Brasileira da Rede Manchete, escrita por Walcyr Carrasco e com a direcção de Walter Avancini. Exibida entre Setembro de 1996 e Agosto de 1997, A novela teve a curiosidade de ser baseada em factos verídicos e em pessoas reais, e de ter a primeira protagonista negra da história da televisão brasileira. Taís Araújo com apenas 17 anos deu azo a muita polémica, por aparecer várias vezes seminua e quando fez os 18 anos a estação fez um grande anúncio de que iria transmitir um episódio em que ela apareceria completamente nua.

Por cá foi transmitida pela TVI (na altura ainda era conhecida como Quatro) em 1997, recebendo também muitas críticas por causa das cenas de nudez, já que aquele ainda era considerado como o canal da Igreja. O facto de ter um núcleo de actores Portugueses ajudava também a que muitos a quisessem ver, Lídia Franco teve algum destaque e foi muito elogiada pela sua prestação na trama. Em 2003 a SIC repetiu Xica da Silva, provando que a mesma era ainda muito apreciada por cá, aliás foi um caso de sucesso em outros países como os Estados Unidos da América.

Levou também a Rede Manchete ao segundo lugar, recuperando assim o investimento de 6 Milhões de Dólares nesta novela de cariz histórico, com muito erotismo e violência explícita como na cena em que Maria, mãe de Xica, é morta tendo seus braços e pernas amarrados a quatro cavalos que, assustados por um tiro, correm em direções contrárias, esquartejando o corpo dela em praça pública


A novela mostrava uma a escrava que virou rainha em pleno século XVIII. Atrevida e muito inteligente, Xica deixou de ser escrava e escandalizou a sociedade hipócrita de sua época, movida pela cobiça do diamante, ao casar-se com um homem rico e poderoso.

No Brasil daquela época, o homem mais importante era o Contratador Felisberto Caldeira Brant, encarregado pelo rei do manejo das minas de diamantes do Arraial do Tijuco. Quando o contratador decide vender Xica, sua escrava e filha (segredo escondido há anos) ao Capitão do Mato Jacobino, para torná-la prostituta, a jovem se vinga roubando-lhe toda a sua fortuna em diamantes guardada num baú, ainda mais porque é rejeitada pelo contratador, que nega ser seu pai. O plano, executado por Xica com a cumplicidade do seu melhor amigo, escravo Quiloa, apaixonado pela escrava, arruína seus senhores que são enviados à prisão em Portugal. Com a fortuna em mãos e, para não levantar suspeitas, Xica e Quiloa decidem esconder o baú recheado de diamantes para que, mais tarde, tivessem dinheiro bastante para comprar as suas cartas de alforria. Com isso, Xica se vinga de seu pai, deixando-o na miséria por todo mal que ele fez a ela, a sua mãe e a seus amigos.

È violada pelo seu novo dono e sofre horrores com a filha deste, a Violante, mas tudo muda quando é comprada pelo noivo desta. Ela conquista o seu coração e este decide casar com ela, rompendo o noivado e fazendo com que Xica sofra com os ataques da nobreza e de Violante, que tenta por via da bruxaria impedir aquela felicidade toda. No final tudo corre bem, nascendo dois filhos e com a vilã a enlouquecer completamente.














Enviar um comentário Blogger