0

Era uma das minhas BD's preferidas enquanto criança, apesar do aspecto anacrónico das suas personagens e de tudo ser passado numa época antiga, as aventuras da Luluzinha e do Bolinha eram bem divertidas, e faziam com que quisesse sempre ler mais e mais.

Luluzinha e Bolinha faziam parte da quantidade industrial de quadrinhos infantis que a Editora Abril colocava nas bancas nos anos 80, e que nós tivemos a sorte de receber por cá também, existindo tanto em revista mensal como em almanaque ocasional. Quem não se lembra do lema “Menina, não entra!”?

Little Lulu (a Luluzinha) foi criada em 1935 por Marjorie Henderson Buell para umas tiras de jornais no Saturday Evening Post, sendo publicadas até 1945. A rapariga de cachos no cabelo e vestidinho vermelho é acompanhada pelo seu colega gordinho Tubby Tompkins, mais conhecido por nós como Bolinha. Ambos estrelaram alguns álbuns juntos ou separados, até começar a ser publicada uma revista regular com argumento e arte de John Stanley.

Irving Tripp entrou a bordo alguns anos depois, tratando da arte e deixando o argumento a cargo de Stanley. Irving começou a fugir do estilo artístico de Marjorie e a deixar o seu cunho na personagem, os próximos 2 artistas ficaram mais perto desta encarnação de Luluzinha do que da sua versão original. O sucesso da personagem originou também a criação de desenhos animados, com uma música de genérico que todos ainda se recordam com saudade e que marcou uma geração.

Os primeiros desenhos foram nos anos 40 e 50 mas foi a série tipo Anime que muitos de nós conheceram, a que foi produzida entre 1976 e 1977 pela Nippon Animation. Essa versão teve direito a dobragem no Brasil e foi a que também vimos por cá em alguns episódios esporádicos na RTP.

A forma de vestir das personagens e o seu modo de vida não deixa dúvidas em relação à antiguidade da coisa, aquilo tudo reportava aos anos 40 e 50, mas mesmo assim as personagens continuaram a fazer sucesso muitos anos depois.


No Brasil começaram a ser publicados pela editora Cruzeiro em 1955, e foram distribuídos até 1972 onde os direitos passaram para a Editora Abril que começou a editar as revistas em 1973 e com o mesmo sucesso da Cruzeiro com o público a continuar a comprar avidamente as suas aventuras.

Era uma fase de ouro da editora, podíamos comprar nas bancas todo o tipo de publicação infantil, e esta turma era das que mais sucesso fazia, chegando a ter mais de 4 revistas só com estas personagens. Luluzinha, Bolinha, Almanaque da Luluzinha, Almanaque da Luluzinha e do Bolinha, Luluzinha e Bolinha Especial fora edições ocasionais como as que se dedicavam ao Bolinha e ao seu alter-ego Aranha.

Eu adorava ver o Bolinha e suas ideias estapafúrdias, ele como Aranha tinha sempre aventuras muito divertidas para tentar descobrir o culpado, que era quase sempre o pai de Lulu. A sua paixão não correspondida pela Glória também dava alguns bons momentos, para mais quando todos percebiam que ele e a Luluzinha sentiam “algo” um pelo outro.

Para além das revistas da editora Abril, chegou a haver um álbum de figurinhas (caderneta de cromos) da RGE -Rio Gráfica Editora, e inclusive uma música pela dupla Roberto Carlos e Erasmo Carlos onde cantavam uma historinha com as personagens.

Eis o grupo que constituía a turminha:

Bolinha - ("Tubby Tompkins") líder do grupo de meninos que têm como lema de seu clube a frase: Menina não entra! Personagem que todos gostam porque está sempre metido em problemas. Gosta também de vestir a pele do detective Aranha.

Carequinha ("Iggy Inch") é o melhor amigo do Bolinha, tenta sempre evitar (sem sucesso) que este se meta em problemas e está sempre a discutir com a sua irmã Aninha.

Zeca - ("Eddie Simson") e Juca - ("Willy Wilkins") são os outros integrantes da turma do Bolinha;

Aninha - ("Annie Inch" ou "Magee") Com um cabelo bem espetadinho é a melhor amiga de Luluzinha e está sempre do lado dela.

Plínio Raposo - ("Wilbur Van Snobbe") O maior rival de Bolinha, quer sempre entrar para o clube mas nunca consegue apesar de ser o menino mais rico da turma. Também é apaixonado por Glória.


Glória - ("Gloria Darling") Menina snobe da turma, sempre é perseguida pelos outros garotos;

Carlinhos - ("Chubby (Tompkins?)") Primo do Bolinha, é a clássica personagem que é quase clone da principal, só que menor. Sempre se mete em confusões e chega a ser rival do detective Aranha.

Alvinho - ("Alvin James" ou "Jones") é um pequeno menino a quem Luluzinha toma conta, o que dá algum trabalho já que é mal comportado e muito enérgico. Só sossega quando ela conta umas histórias que cria só para ele.

Dona Marocas - ("Miss Feeny") a professora da escola da Turma da Luluzinha;

Dona Marta Palhares - ("Martha Moppet") mãe de Luluzinha;

Seu Jorge Palhares - ("George Moppet") pai da Luluzinha;

Aranha - ("The Spider") apelido usado por Bolinha quando atua como detective procurando coisas perdidas para Luluzinha. O culpado era sempre o seu pai. Tem como lema "O aranha ataca novamente".

Mino - ("Sammi") amigo marciano do Bolinha;

Fifi - amiga da Lulu que mora em Paris;

Pobre Menininha - versão pobre da Luluzinha, geralmente aparece nas histórias contadas para Alvinho;

Bruxa Alcéia - ("Ol' Witch Hazel") tia da Bruxa Meméia ("Little Itch"), aparece nas histórias que Luluzinha conta para Alvinho;

Turma da Zona Norte - ("The Westside Boys") liderada por Zico, é a gangue de meninos que atazanam a turma.


As histórias eram sempre simples, mas envolviam os vários elementos da turma dando a conhecer os amigos todos, algo que nem sempre acontecia nas outras revistas infantis, talvez uma das razões do pessoal gostar disto.

A tensão romântica entre Luluzinha e Bolinha era sempre deixada umas vezes no ar, nunca exageraram na abordagem e até era feito de forma muito subtil, no entanto em algumas histórias percebia-se bem isso.

Comprava quase todos, e ao contrário de algumas outras revistas da época, continuo a ler e a querer ler mais histórias deste divertido grupo de amigos.






Texto meu originalmente publicado no Leituras de BD, mas que reaproveitei para o meu blog por se adequar ao tema :)

Enviar um comentário Blogger