0


Volto ao fantástico mundo da Fórmula 1, relembrando um dos pilotos que deu nas vistas na década de 90, Heinz-Harald Frentzen. O piloto Alemão foi sempre uma figura regular, sendo um nome facilmente reconhecível naquele grupo que apesar de não lutar sempre pela vitória, caía no bom goto dos fãs.

Heinz-Harald Frentzen nasceu a 18 de Maio de 1967 na Alemanha, começando a dar nas vistas nas competições de karting onde começou a participar com apenas 12 anos. Seguiu os passos habituais de muitos pilotos, percorrendo os diversos patamares passando pela Fórmula Ford, Fórmula 3 e Fórmula 3000.

Curiosamente foi um dos rivais de Schumacher na Fórmula 3, acabando ambos em segundo lugar com os mesmos pontos, Em 1994 teve a oportunidade de entrar na prova rainha, com um lugar na Sauber, que na altura era equipada com motores da Mercedes, e as suas perfomances não passaram despercebidas a ninguém dentro do circuito, com Frank Williams a oferecer-lhe o lugar do malogrado Ayrton Senna, Frentzen preferiu ficar pela Sauber, que utilizou motores da Ford nessa temporada e acabou por ter um carro mais instável.

Mesmo assim conseguiu um lugar no pódio, e foi um dos quatro pilotos a terminar o caótico grande prémio do Mónaco. Isso fez voltar o interesse da Williams, com o Germânico a substituir Damon Hill, e apesar da sua qualidade não se conseguiu impor, ficando sempre atrás do seu companheiro de equipa Jacques Villneuve que acabou por ser o campeão nessa temporada. Frentzen ficou em segundo no campeonato, mas muito por causa da desqualificação de Schumacher, com metade dos pontos do seu parceiro.



Com a escuderia Britânica a perder qualidades, Frentzen acabou por sair para a Jordan numa troca directa com Ralf Schumacher, e conheceu um dos melhores períodos da sua carreira. Em 1999 a equipa tinha motores da Honda, e isso ajudou às boas exibições do Alemão que conquistava pontos em quase todas as corridas e venceu dois grandes prémios, acabando em terceiro no campeonato mas sendo considerado o piloto do ano por muitos.

No ano seguinte a equipa passou por alguns problemas e discussões, e apesar de algumas boas prestações de Frentzen, este acabou por ser dispensado e ir para a Prost (curiosamente ocupando o lugar de quem o substituiu na jordan, o Jean Alesi) onde teve por pouco tempo acabando por assinar pela Arrows em 2002, onde continuou as boas exibições e a conquistar pontos até que a má saúde financeira da escuderia fez com que tivesse que ir para a Sauber, fechando assim o seu ciclo na F1, conseguindo inclusive um lugar no pódio.

Foi entretanto para outras paragens automobilísticas, competindo no campeonato Alemão DTM e em 2012 continuava ainda a pilotar carros em diversas competições do género.

Na Fórmula 1 conseguiu 3 vitórias, 18 pódios, duas pole position e 6 voltas mais rápidas, num total de 174 pontos, deixando a imagem de um piloto sem medo e com gosto pela velocidade.





                                                                                                                                       





Enviar um comentário Blogger