0


Um dos jogadores que esteve em destaque na selecção Colombiana da década de 90, Carlos Valderrama chamava a atenção pela sua farta cabeleira que o destacava logo dos outros dentro de campo.

Carlos Alberto Valderrama Palacio nasceu a 2 de Setembro de 1961, em Santa Marta na Colômbia começando a sua carreira futebolística no campeonato do seu país, representando equipas como o Millionarios ou o Desportivo Cali antes de dar o salto para o campeonato Francês em 1988.

Assinando pelo Montpellier, começou assim a sua aventura pela Europa, onde venceu uma taça em 1990, ano onde deu também nas vistas ao jogar pela Colômbia no mundial realizado em Itália. Depois de uma excelente campanha de apuramento, Valderrama marcou um golo nesse mundial e ajudou a cimentar a posição da sua selecção, onde em 1987 já havia ganho o prémio de melhor jogador da Copa América.

Foi por isso normal quando um clube Espanhol ficou interessado nele, era a liga de excelência na altura e ingressou no Real Valladolid em 1991, onde não foi muito feliz e ficou só uma temporada, voltando depois ao seu país e acabando a sua carreira no começo do Século XXI na MLS, para onde tinha ido no final dos anos 90 e onde se tornou uma das maiores figuras nesse campeonato.

Era considerado um número 10, apesar de ser um daqueles jogadores de meio campo que o ocupa todo e não é necessariamente apenas o que um número 10 deve ser. Tinha uma capacidade de passe fantástica, sabia o que queria fazer com a bola, onde colocá-la e a quem passar, nisso tinha poucos jogadores à sua altura. Mas era na capacidade de reter a bola que ele se destacava, muito forte fisicamente sabia prender a bola e moldar a jogada, saber o que ia fazer com ela mas sem deixar que a roubassem.

Algum fã deste jogador?











Enviar um comentário Blogger