0


A minha Avó era fã da Rádio Comercial na sua versão Onda Média, e por isso ouvi muitos dos programas desta estação e alguns deles ficaram bastante populares, como foi o caso do Quando o Telefone Toca. Ajudou a popularizar os discos pedidos e a tornar isso algo comum em todas as estações de rádio.

Matos Maia é o apresentador que moldou e idealizou este programa de discos pedidos, primeiro no Rádio Clube Português e depois nos tempos áureos da Rádio Comercial de onda média, na primeira metade da década de 80. Era um daqueles programas que o pessoal queria ouvir para gravar as suas músicas favoritas, muitos pediam as músicas tanto para dedicar a alguém que gostavam como para assim poderem gravar e ter a canção que tanto gostavam.

Havia umas que eram clássicas, passavam mais que uma vez por semana e eram também repetidas na Quarta feira, o dia em que eram passadas as músicas mais populares e mais pedidas no programa. Dizia-se uma frase, por norma referente a algum patrocinador, e pedia-se então a canção que se podia ou não dedicar a alguém,

Demis Roussos, Julio Inglesias, José Cid, Juan Luis Guerra e Charles Aznavour eram apenas alguns dos nomes mais populares nesta rubrica. Com o passar do tempo outros artistas começaram a ficar populares por lá, com o programa a tornar-se algo semelhante ao que viria a ser o Oceano Pacífico, inundado de slows da pop Inglesa. Não há muito tempo chegaram-se a editar cd's com alguns dos melhores temas do programa, quem mais ouvia isto na rádio?

Foi sem sombra de dúvida um dos programas mais interessantes naquela que era a alternativa a uma TV que fechava muito cedo e deixava-nos ávidos de algo que nos podia entreter durante a noite.











Enviar um comentário Blogger