0


Esta foi uma daquelas séries leves e divertidas que a RTP2 costumava nos brindar no final da década de 90, um programa onde uma adolescente descobria que tinha poderes e tentava viver com essa descoberta. Sabrina a Bruxinha Adolescente teve algum sucesso tanto no nosso país como no Brasil, a prova que por vezes só nos queremos sentar à frente da TV e nos divertirmos um pouco.

Sabrina, The Teenage Witch (Sabrina a Bruxinha Adolescente em Portugal e Sabrina a Aprendiz de Feiticeira no Brasil) foi uma série televisiva baseada nos comics da Archie, estreando a 27 de Setembro de 1996 na ABC sendo um sucesso logo na sua estreia, com 17 Milhões de espectadores. Com a simpática Melissa Joan Hart no papel principal de Sabrina Spellman, o programa apelou a uma faixa juvenil e não só, muitos relembraram nisto a antiga série Bewitched, e acharam este humor limpo e descontraído uma boa alternativa ao que passava na tv.

A história mostrava-nos como Sabrina descobria aos 16 anos que tinha parte bruxa, tentando controlar os seus poderes com a ajuda das suas tias centenárias, Hilda (Caroline Rhea) e Zelda (Beth Broderick), para além de contar com a companhia do seu gato Salem que falava constantemente com ela a chamar-lhe atenção das coisas que fazia (voz de Nick Bakay). Foram 7 temporadas, as primeiras quatro na ABC de 1996 a 5 de Maio de 2000 e as restantes no WB de 22 de Setembro de 2000 a 24 de Abril de 2003, num total de 163 episódios e 3 telefilmes, uma prova do êxito que o programa teve e as suas audiências mais do que satisfatórias.


Existiram bastantes mudanças no elenco, seja pelas mudanças lógicas na história (como quando ela foi para a Universidade), quer por razões diversas. Isso não afectava muito o interesse pelo programa, já que tanto a Sabrina como as suas tias eram carismáticas o suficiente para aguentar aquilo em conjunto com um gato preto que falava. O problema foi quando a dada altura substituíram também as tias, e o show começou a perder o interesse e as audiências.

Para além de abordar ao de leve o tema do sobrenatural, a série vivia obviamente dos problemas juvenis e como qualquer outra dependia dos romances, das relações de ódio e amizade e dos problemas do crescimento de uma adolescente.

Lembro-me de apanhar isto na RTP2 no começo da noite no final dos anos 90, numa altura em que esse canal transmitia sempre séries nesse horário e volta e meia ficava a ver aquilo, o conceito era engraçado e a química entre os actores era suficiente para nos prender ao ecrã. No Brasil foram diversos canais a transmitir o programa, mas o mesmo teve algum sucesso e por lá chegou a ser transmitida até a versão em desenho animado (não me recordo se por cá passou essa).

Quem viu esta série?













Enviar um comentário Blogger