0


Só conheci este desenho animado muito tarde, mas Jonny Quest é um daqueles desenhos que atravessa gerações e faz sucesso desde 1964. Já foi reinventado várias vezes, mas por norma todos recordam com saudade da primeira série de episódios.

Jonny Quest foi produzido pela Hanna-Barbera para a ABC, e fez sucesso desde cedo já que destoou num universo de desenhos animados cheios de humor e deu a conhecer um universo cheio de acção e aventura. Foram 26 episódios entre 1964 e 1965, com o veterano dos quadrinhos Doug Wildley chamado para ajudar no design que popularizou o programa, com os seus cenários criativos cheios de cores fortes que prendiam a atenção mais dos adultos do que das crianças.

Para além disso o genérico era apresentado como se fosse uma série a sério, com os nomes das personagens a aparecerem e uma música bem animada a acompanhar. Mais um motivo para isto ser popular entre o público mais adulto, mas no Brasil o sucesso foi geral desde 1966, o primeiro ano em que foi transmitido por lá na TV Globo aos Domingos ao final da tarde. Na década de 70 foi a vez da TV Tupi mostrar os desenhos a uma nova geração e coube à Bandeirantes nos anos 80 transmitir esta série de desenhos.


Ficou tão popular que a banda Jota Quest adoptou este nome um pouco por culpa do desenho, uma prova da força que ele teve no nosso país irmão. Por cá sinceramente não sei se foi transmitido, não me recordo de ver na década de 80 e não vejo relatos de ter sido nas anteriores, mas acredito que tenha passado algo devido ao bom historial da RTP com produções da HB.

Devido à morte da sua esposa, o Doutor Benton Quest começou a levar consigo o seu filho Jonny de 10 anos nas suas viagens pelo mundo, nos trabalhos que fazia para o governo Americano. Para isso contava também com a ajuda do pequeno grupo que o acompanhava, como Race Bannon, o guarda costas da família, que protegia sempre as crianças e era um verdadeiro herói sempre salvando todos no momento certo. Hadji era amigo de Jonny, uma criança de 11 anos que possuía alguns poderes paranormais e que ganhou o direito a fazer parte do grupo depois de salvar a vida de Benton na Índia.

O pequeno Buldog Bandit era a mascote deste grupo, e sofria muitos com os animais exóticos que lhe apareciam à frente nas selvas por onde andavam. Cientistas loucos, tribos desconhecidas, perigos místicos, tudo aparecia neste desenho e os 26 episódios são de muito boa qualidade e considerados os melhores da série que foi alvo de nova produção em 1986, com a criação das Novas Aventuras de Jonny Quest. Até foi bem aceite pelos fãs, já que se mantinha bastante fiel à produção original e conseguiram conquistar uma nova geração. O mesmo não se pode dizer de quando tentaram recuperar a franquia em 1996, principalmente por causa do abuso de cenas feitas por computador que estragavam o carisma da série.

Só apanhei isto quando deu no Cartoon Network por cá, mas também tenho ideia de ter visto na SIC ou na TVI nalgum Zapping, mas não tenho certeza. Alguém viu?









Enviar um comentário Blogger