0


Uma das minhas músicas preferidas, uma letra repleta de referências à cultura pop e que teve uma brilhante versão em 1990 pelos Engenheiros do Hawai. Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones é um retrato da geração dos anos 60, mas mesmo em 1990 não deixava de fazer sentido e seduzir toda uma nova geração.

Era um Garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones é uma canção de rock Brasileira de 1967, que era na verdade um cover de uma música de Gianni Morandi editada no ano anterior. A banda Os Incríveis beberam inspiração então de C'era un ragazzo che come me amava i Beatles e i Rolling Stones, uma canção que relatava o ódio e desgosto que uma geração tinha para com a guerra no Vietname, cantada na primeira pessoa por um jovem músico que teve que ir para esse conflito militar.

Ele contava-nos como sua vida ficou estragada e a sua carreira musical desfeita devido à convocatória para a guerra, sobrando-lhe apenas duas medalhas no peito e o horror de ver amigos e pessoas a morrer à sua volta até chegar a sua vez. Em 1990 ganhou uma versão da banda Engenheiros do Hawaii, que a incluíram no álbum O Papa é pop e virou um grande sucesso do grupo que a teve que cantar em todos os seus espectáculos ao vivo.

Foi essa versão que conheci, e da qual gosto bastante por todas as referências nela incluída e na qualidade da história que é contada, que nos faz envolver na letra e seguirmos de perto esta epopeia deste jovem soldado. Adoro como fazem a transição de tocar um instrumento musical e passar para uma espingarda/metralhadora, do rátatátá da música servir como disparos, e do final em que percebemos que o protagonista morre em vão e perde assim a chance de uma carreira musical.





Era um garoto que como eu
Amava os beatles e os rolling stones
Girava o mundo sempre a cantar
As coisas lindas da américa

Não era belo, mas mesmo assim
Havia mil garotas afim
Cantava help and ticket to ride
Oh! Lady jane e yesterday

Cantava viva à liberdade
Mas uma carta sem esperar
Da sua guitarra, o separou
Fora chamado na américa

Stop! Com rolling stones
Stop! Com beatles songs
Mandado foi ao vietnã
Lutar com vietcongs

Ratá-tá tá tá, tatá-rá tá tá
Ratá-tá tá tá, tatá-rá tá tá
Ratá-tá tá tá, tatá-rá tá tá
Ratá-tá tá tá

Ra-tá-tá tá-tá, ra-tá-tá tá-tá

Era um garoto que como eu
Amava os beatles e os rolling stones
Girava o mundo, mas acabou
Fazendo a guerra no vietnã

Cabelos longos não usa mais
Nao toca a sua guitarra e sim
Um instrumento que sempre dá
A mesma nota, ra-tá-tá-tá

Não tem amigos, não vê garotas
Só gente morta caindo ao chão
Ao seu país não voltará
Pois está morto no vietnã

Stop! Com rolling stones
Stop! Com beatles songs
No peito, um coração não há
Mas duas medalhas sim

Ratá-tá tá tá, tatá-rá tá tá
Ratá-tá tá tá, tatá-rá tá tá
Ratá-tá tá tá, tatá-rá tá tá
Ratá-tá tá tá

Ra-tá-tá tá-tá, ra-tá-tá tá-tá



Enviar um comentário Blogger