0

Hoje fala-se de um dos títulos mais marcantes da Nintendo, o Castlevania, um jogo de plataforma complicado com uma banda sonora muito boa e que ajudava a termos paciência naqueles níveis longos e demorados.

Castlevania foi lançado pela Konami para a Family Game da Nintendo em 1986 (no Japão), sendo depois rapidamente adaptada para consola NES e saindo em toda a Europa em 1988. Desde o seu lançamento que foi considerado um dos melhores jogos para a consola da Nintendo, vendeu milhões de unidades e ainda hoje é considerado um dos melhores títulos de sempre.

Foi adaptado para várias aparelhos da Nintendo, e a versão para o Game Boy foi também considerado um dos melhores jogos já feitos para a consola portátil. Níveis demorados e longos, com um nível de dificuldade exigente mas que não levava os jogadores à loucura e uma banda sonora muito bem feita, fazia com que este título sobressaísse em relação aos outros todos.


Em Castlevania controlávamos Simon Belmonte que invadia o castelo do Drácula para impedir que o senhor dos vampiros se recuperasse e atormentasse o mundo todo.

Até chegar ao nível final, íamos enfrentando grandes vilões que eram os monstros conhecidos de todos nós, como o Frankenstein, Múmia ou o Grim Reaper. Para isso usávamos um chicote mágico e outras armas que íamos apanhando pelos níveis.

Ao contrário de muitos jogos da altura, este exigia muito do jogador e talvez por isso (e pela qualidade de tudo nele) fez com que ficasse no gosto do público e na memória de todos.





Todas as versões lançadas eram de sucesso, foi um jogo que a Konami tinha todo o prazer de transformar e adaptar aos vários aparelhos da Nintendo. Algumas das sequelas foram consideradas melhor que a original, provando que isto tinha qualidade e continuava a agradar a várias gerações de jogadores.

Quem jogou? E para que plataforma?












Enviar um comentário Blogger