0


Uma das músicas que mais tempo teve no primeiro lugar do top nacional, um teledisco que víamos todas as semanas e o começo da febre por música no estilo Gregoriano. Return to Innocence dos Enigma foi um sucesso em vários países e um dos maiores hits da banda.

The Cross of Changes foi o segundo álbum da banda Germânica Enigma, e foi dele que saiu o single Return to Innocence, uma música que chegou ao #1 em mais de 10 países, e esteve no top 5 em muitos países, mostrando a força da canção e uma abertura do público a este género de música. Foi lançado a 4 de Janeiro de 1994, e foi uma das músicas mais tocadas do ano, sendo que Portugal não foi excepção, com o videoclip a passar todas as semanas no Top mais da RTP1.

Nele víamos as coisas a andar para trás, numas imagens bucólicas e campestres acompanhadas pelos vocais de Andreas Harde (Angel X) e de um canto Amis constantemente repetido (e que deu origem a processo já que se disse que foi sem autorização). Michael Cretu, produtor dos Enigma, tirou um sample do cd dos Amis e utilizou nesta canção enfrentando depois o processo judicial.

Este disco não tinha tanta influência de canto Gregoriano como o primeiro do grupo, mas ajudou a cimentar esse género sendo ajudado pelo aparecimento de várias bandas que usavam este género (como os Era).

Love, devotion
Feeling, emotion

Don't be afraid to be weak
Don't be too proud to be strong
Just look into your heart my friend
That will be the return to yourself
The return to innocence

If you want, then start to laugh
If you must, then start to cry
Be yourself don't hide
Just believe in destiny

Don't care what people say
Just follow your own way
Don't give up and use the chance
To return to innocence

That's not the beginning of the end
That's the return to yourself
The return to innocence




Enviar um comentário Blogger