0

Os anos 80 foram férteis em dramas eróticos, e um dos maiores símbolos disso é o Nove semanas e meia, um filme com cenas que são lembradas (e parodiadas) até hoje. Um êxito Mundial e que contribuiu para o sucesso desse género, fazendo com que aparecessem mais filmes eróticos de grande intensidade.

9½ Weeks (Nove Semanas e meia em Portugal e Nove e meia semanas de amor no Brasil) foi realizado por Adrian Lyne com Mickey Rourke e Kim Basinger nos principais papéis, um filme realizado em 1984 mas só lançado em 1986. Não foi um grande sucesso nos Estados Unidos, mas um êxito mundial com todos a ficarem vidrados na cena da cozinha, que até hoje é parodiada e lembrada em várias séries e filmes.

Elizabeth (Kim Basinger) é uma jovem bela e sexy que trabalha numa galeria de arte moderna, e se envolve com John (Mickey Rourke), um homem rico e poderoso de Wall Street. Eles apaixonam-se de forma muito intensa e começam por praticar fantasias sexuais cada vez mais picantes, o que torna a relação cada vez mais difícil de ser controlada. Ela começa a sofrer de uma dependência psicológica relativamente a John e entra numa depressão e ela própria começa a stalkar e atacar ele.

Na América foi criticado desde o começo, e ganhou algumas framboesas, os prémios para os piores filmes naquele país, mas na Europa foi mesmo um enorme sucesso e ganhou uma espécie de culto quando saiu depois em VHS. Todos tentaram de alguma forma repetir aquela cena na cozinha, o que deve ter provocado algumas intoxicações alimentares.









Enviar um comentário Blogger