0

Vou abordar mais uma série Portuguesa de sucesso do final dos anos 90, uma produção da CCA que contava com três actores cheios de talento, Fernando Mendes, Carlos Areias e Rosa do Canto. Nós os Ricos foi transmitido pela RTP em horário nobre de e ainda hoje é recordada por muitos como uma da mais divertidas do final do século XX.

Criada por Mário Zambujal (mesmo argumentista de Nico d'obra) em parceria com José Fanha, Nós os Ricos foi produzida pela Carlos Cruz audiovisuais (CCA) que era uma das parceiras mais importantes da RTP na década de 90 e teve como realizador Fernando Ávila. Foram 43 episódios transmitidos entre 1996 e 1999, transmitidos semanalmente pela RTP em pleno horário nobre numa fase de ouro para as produções nacionais.

Depois de um genérico bem engraçado (com música de Jorge Quintela) podíamos ver então como era a vida de um daqueles ricos "azeiteiros" com gostos muito brejeiros e espalhafatosos, vivido pelo Fernando "ainda não tão gordo mas já para lá caminhava" Mendes que era secundado de forma brilhante pelo Carlos Areias como seu mordomo e amigo e a companheira de sempre Rosa do Canto como sua irmã que vivia às suas custas.

A química entre estes 3 actores era fantástica e contribuía muito para o sucesso da série, que depois tinha um batalhão de convidados especiais que apareciam sempre pela mansão de berto a tentar receber uns tostões mas sempre sem sucesso. Canto e Castro ou Otávio de matos eram dois desses habituais que nos divertiam sempre que apareciam num episódio. Não era completamente fã da série, mas confesso que por vezes ria-me com algumas das decorações da casa e com as maluquices daquele novo rico cheio de manias.













Enviar um comentário Blogger