0

Voltamos às papas e a uma das mais importantes na vida de todos nós, muito por culpa de um anúncio televisivo que todos guardamos na memória, mas também pelo seu sabor e de termos comido muito disto. A papa Cerelac é por isso uma daquelas que muitos continuam ainda hoje a gostar de comer e a aproveitar todas as desculpas possíveis para isso.

A papa Cerelac teve a sua origem na Suiça, no Século XIX criada pelo engenheiro Alemão Henri Nestlé, que criou esta farinha láctea baseada em Leite, Farinha de trigo e Açúcar. Em 1923 o professor Egas Moniz fundou a Sociedade Produtos Lácteos, empresa que viria a estar na criação da Nestlé Portugal e que se dedicava à produção de leite em pó.

As latas da Cerelac eram muito populares e era comum encontrar na casa de muitos Portugueses para um bom pequeno almoço, ou para uma boa alimentação da criança da casa. Mas em 1986 a Nestlé substituiu a pesada lata por uma embalagem de cartão, aquela que viria a ficar conhecida pela maior parte de nós. E isto tudo também por culpa de um anúncio televisivo onde o "come a papa" era repetido na cantilena que já conhecíamos, e adorávamos, fazendo com que juntássemos as duas coisas e preferirmos esta marca por causa disso.


Sempre fui mais fã do Nesum, mas gostava de comer a Cerelac, por norma mais rala do que comia o Nestum, não sei porquê mas preferia dessa forma. A marca continuou sempre a crescer e ainda hoje é presença nas prateleiras dos supermercados e hipermercados e ainda é a preferida de muitos dos Portugueses.

Quem comia Cerelac?











Enviar um comentário Blogger