0

Nunca tivemos problema em gostar de músicas das quais não percebíamos nada do que falavam, por isso não de estranhar que o Austríaco Falco tivesse tido algum sucesso por cá mesmo com as suas músicas cantadas em Alemão.

Johann (Hans) Hölzel nasceu a 19 de Fevereiro de 1957 na Áustria, começando a ter algum sucesso logo no seu primeiro álbum de 1982, com a música "Der Kommissar", um música em Alemão que falava do consumo de drogas e misturava rap com pop, criando uma melodia que cativou vários países Europeus ajudando-o a entrar no top desses países. Lembro-me que chegou a ter versão ou dos Ministars ou dos Onda Choc (aliás como outras das suas músicas).

Começou a experimentar com letras em Inglês para ver se conseguia entrar no mercado Norte-Americano, o único onde não tinha ainda muito reconhecimento e baseou-se no filme Amadeus para compor o "Rock me Amadeus" que se veio a tornar um dos seus maiores êxitos a nível mundial. Com esta música conseguiu finalmente entrar no mercado que lhe escapava, o do Reino Unido e o dos Estados Unidos, e foi logo direito ao topo onde ficou algumas semanas com esta melodia hipnotizante que misturava mais uma vez algum rap e pop.


Falco não fugia a polémicas, e o seu próximo Single "Jeanny" chegou a ser banido em algumas rádios e em alguns países, isto porque ao analisar a letra da música percebia-se que era de um violador e um assassino. A música falhou no mercado Americano, mas teve algum impacto no Europeu onde conseguiu uma boa perfomance.

Eu gostava do estilo do artista e das suas melodias, Vienna Calling e Rock me Amadeus eram as minhas favoritas e cheguei a ter k7's com elas e que ouvi até a exaustão. Falco morreu em Fevereiro de 1998, poucos dias antes do seu 41º aniversário numa altura que até planeava o seu regresso aos palcos.













Enviar um comentário Blogger