segunda-feira, 26 de maio de 2014

... do Canty, o Cantinflas Português




As k7's audio faziam parte da nossa vida nos anos 80, e sempre que se ia numa longa viagem de carro era certinho que se ia ouvir alguma, e nem sempre eram de música, muitas vezes eram de anedotas como aquelas do Canty, o Cantiflas Português. Anedotas picantes que faziam as delícias dos mais velhos (especialmente o público masculino), enquanto que os mais novos não sabiam bem como reagir.

Canty, o Cantiflas Português era um dos maiores nomes no género de anedotas com picante, as suas k7's não podiam ser encontradas em todo o lado mas o certo é que havia sempre alguém que aparecia com uma delas e a ia partilhando com os amigos. Sempre com umas capas onde fazia lembrar o Cantiflas original, o nosso Canty gostava de pisar o risco ao contar as suas anedotas, não se fazendo rogado de mandar o seu palavrão mas de uma forma simples e tudo a ver com a piada que ia contar, não o fazia de forma gratuita.

Por vezes o "picante" nas suas anedotas era muito pouco, podiam ser contadas a todos da família porque ou era à base de innuendo ou o público não levava a mal já que não tinha asneirada. Era um dos maiores nomes da Discossete e gostava de se gabar de ser sempre um best seller das k7's, o que era comprovado com os volumes que eram editados das suas anedotas, uns a seguir aos outros. Eis alguns exemplos







2 comentários:

  1. Respostas
    1. O homem morreu ainda nos anos 90. Ninguém sabe bem quando, mas ele ainda publicou nos classificados de um jornal um anúncio à procura de companheira; isto algures em 93 ou 94. Parece que procurava não só o amor, mas também alguém que cuidasse dele e que ficasse com os seus bens, o que me faz supor que já estaria doente.

      Eliminar