0

Uma das séries que melhor captou o espírito dos anos 80, Miami Vice tinha música animada, carros potentes, roupas espalhafatosas, muito glamour e alguma acção numa série policial que não tinha nada a ver com que estávamos habituados a ver no pequeno ecrã.

Anthony Yerkovich criou esta série que foi produzida por Michael Mann e transmitida pela NBC entre 1984 e 1989 com 5 temporadas num total de 111 episódios. Miami Vice foi emitida pela RTP em pleno horário nobre na parte final da década de 80 e foi um sucesso estrondoso, as k7's com músicas que podíamos ouvir na série eram vendidas nas feiras e mostrou-nos que os polícias não eram só feios e brutos como em outras séries que tínhamos visto nesse canal.

Foi uma das primeiras séries a utilizar a cor como grande chamariz, sabendo também conciliar a música e a moda de uma forma que cativava a atenção de tudo e todos não deixando nenhum pormenor de parte. O público feminino suspirava a ver os galãs da série, o masculino vibrava com as cenas de acção e as perseguições de carros com tiros à mistura e música de grande qualidade. Tudo isto veio de um conceito que o director de entretenimento da NBC, Brandon Tartikoff, teve a dada altura e que resumiu em duas palavras "MTV Cops".


Don Johnson era James "Sonny" Crocket enquanto que Phillip Michael Thomas era Ricardo "Rico" Tubbs, dois detectives a trabalhar à paisana em Miami e por isso tendo sempre que acompanhar o estilo inerente aos habitantes dessa metrópole. Sonny era mais casual e desportivo, quase sempre de blazer branco e t-shirt justa, enquanto que Rico era mais sóbrio de fato impecável e estilo aprumado. As histórias dos episódios normalmente circulavam em torno da droga e prostituição, dois temas que ajudavam a manter o conceito da série sempre a grande ritmo.

Descapotáveis ou carros de grande cilindrada eram usados frequentemente nas perseguições de carros, enquanto podíamos ouvir durante a troca de tiros músicas de Phil Collins ou Russ Ballard. A série utilizava as canções originais, algo nada habitual nesta altura e que fez com que os produtores gastassem muito dinheiro no começo mas mais tarde as coisas ficaram equilibradas já que os artistas viam as suas vendas subir sempre que uma música deles dava num episódio.

Ferrari Daytona e Ferrari Testarossa foram dois dos carros que mais chamaram a atenção ao longo das cinco temporadas, sempre em grande velocidade e sempre com música animada a tocar durante esses passeios de carro. Uma série leve mas que deixou uma marca na indústria televisiva e é sem sombra de dúvidas uma das que mais influenciou as séries que viriam anos mais tarde.







Enviar um comentário Blogger