0

Muitas crianças tiveram aulas com um professor muito diferente do habitual, um que estava dentro de uma Televisão. Isto tudo num programa de verdadeiro serviço público, a Telescola.

Este sistema de ensino via Televisão, iniciou as suas emissões a 6 de Janeiro de 1965, nos estúdios da RTP no Porto. Um método que permitia assim populações isoladas, e pessoas sem possibilidades, de irem a um estabelecimento de ensino para aprenderem algo, e crescerem um pouco pessoalmente com essa aprendizagem. O objectivo era servir as zonas rurais isoladas, mas o facto de passar religiosamente todas as tardes na RTP, permitiu que muitos mais se pudessem servir desta ideia, e ser assim um dos projectos Telescola de maior sucesso em toda a Europa.

Começou pelos quatro anos de escola primária e dois de ciclo preparatório, mas com a reforma do ensino na década de 70, o programa passou para os oito anos obrigatórios. Lembro-me de apanhar emissões da Telescola nos anos 80, altura em que esta começou a perder a sua importância e necessidade, com a evolução da tecnologia para os gravadores de voz e leitores de vídeo. O projecto continuou com as k7's de VHS, mas ficou aí mesmo limitado a essas zonas isoladas, e sem possibilidade de terem um professor a sério na sua escola.

Muitos de nós viram no conforto da sua casa, e faziam aquilo que por vezes queríamos fazer na escola, o desligar e ir brincar que era muito mais divertido. Ao longo dos anos, a telescola foi mudando a sua designação do inicial Curso Unificado Telescola, para Ciclo Preparatório TV e Ensino Básico Mediatizado (EBM). Um dos melhores projectos da RTP e que ajudou tanta gente a ter direito a algo básico, como é a educação e o direito à aprendizagem.









Enviar um comentário Blogger