0

Este sapato já foi alvo de desejo de muito Português, o ténis Sanjo foi um clássico que durante várias décadas esteve nos pés de muitos jovens, um ténis de lona giro e prático que continuava em alta nos anos 80 e só começou a perder fôlego com a chegada dos anos 90, com as marcas estrangeiras a engolirem este fabricante Nacional.

Existem referências desta marca desde a década de 40, com várias imagens da associação desportiva Sanjoanense calçada com este ténis. Uma pesquisa mostra que terá sido por volta de 1936, que a Empresa Industrial de Chapelaria decidiu apostar no calçado desportivo lançando estas sapatilhas que tiveram o nome devido ao local onde eram fabricadas, São João da Madeira.

A empresa calçou quase todo o Portugal, eram um clássico das aulas de ginástica, eram usadas no serviço Militar e faziam parte do equipamento de grupos de Basquetebol ou Futebol de Salão um pouco por todo o Pais. Para além disso os ténis de lona começaram a ser desejados por muitos jovens que gostavam do design e do estilo deste calçado, um ténis de lona desportivo a fazer sucesso muito antes dos Redley ou All star.

A coisa chegou ao ponto de as Sapatilhas Sanjo servirem como moeda de troca nas transferências de alguns atletas, foram mesmo grandes durante os anos 60 e 70 com a coisa a esmorecer apenas no final da década de 80, com a concorrência apertada das marcas estrangeiras que não deram muita hipótese ao gigante Português. O facto desses estrangeiros virem em várias cores ajudava, já que a Sanjo tinha apenas modelos em preto e branco, marcando uma característica do Portugal de outros tempos.

Abriu falência em 1996 e em 2010 a Fersado adquiriu os direitos da marca e investiu cerca de meio Milhão de Euros para revitalizar o produto, investindo em sapatilhas de cano e sem cano e com uma forte componente desportiva. A famosa sapatilha vulvcnizada é um dos maiores argumentos da marca, mas também fez com que a empresa tivesse que começar a produção na China, já que (segundo eles) não existe nada em Portugal que permita o fabrico deste tipo de sapato.

Também apostou num design multicolorido, com ténis de várias cores a aparecerem nas prateleiras das lojas de especialidade. Nunca usei os Sanjo (não posso usar ténis de lona), mas também nunca fui muito de marcas, de querer usar marcas. Quem por aí usou destas sapatilhas?






Enviar um comentário Blogger