0

O detergente Sonasol é um dos produtos mais antigos ao qual os Portugueses ainda gostam de se manter fiéis, começou por ser uma simples barra de sabão e foi evoluindo ao longo dos anos para ser um produto que serve para limpar tudo lá por casa, desde o chão aos vidros da janela.

Este produto apareceu na sua forma original em 1951, com uma barra de Sabão que prometia ser a mais eficaz na lavagem da roupa quer fosse no tanque, no rio ou na máquina. Era numa fábrica em Marvilla, Lisboa, que as barras eram fabricadas pela Sociedade Nacional de Sabões, e prometia resultados fantásticos na lavagem de roupa com um Sabão activado que permitia retirar a sujidade sem esfregar.

Durante a década de 50, lançam a garrafa de vidro do Super Sonasol, produto que prometia lavar várias superfícies, louças, chão e afins. O sucesso da marca continua e por isso esta continua a inovar e a criar novos produtos, e é nos anos 70 que lançam aquela que se vem tornar a imagem da empresa, a garrafa de Sonasol Verde.
Nos anos 80 é a vez dos produtos Magic, uma gama variada que tinha como slogan "a cor lava, o perfume fica". Apesar do sucesso, a SNS vende o nome Sonasol à Henkel que transfere a produção para a fábrica de Alverca e aposta forte na publicidade com um anúncio que ficou na memória de todos os Portugueses.

Foi em 1991 que vimos um mordomo provar a eficácia do produto com a passagem do algodão e a frase "O Algodão não engana". No final da década começam a produzir novas garrafas de gel sanitário entre outros novos produtos, provando que a Sonasol não iria morrer e que continuaria nas prateleiras dos supermercados Portugueses como continua até hoje.

Apesar de pertencer a uma multinacional, tudo continua a pensar neste produto como uma marca nacional e que ainda merece o carinho de muitos consumidores Portugueses.










Enviar um comentário Blogger