0

Um dos títulos mais emblemáticos do Spectrum, um jogo que todos queriam jogar porque tinha aquela aura "proibida" e que abordava abertamente o tema do sexo, algo que não tínhamos fácil acesso na década de 80. O Paradise Café levava-nos então a um mundo de prostitutas e ninjas, onde podíamos violar velhas e tentar não ser "empalados" pelo Reinaldo.

O conceito do Paradise Café era tão simples como isto, comandávamos um jovem que procurava entretenimento adulto e não preciso de explicar muito para perceberem exactamente que entretenimento ele procurava. Foi um dos maiores sucessos do ZX Spectrum, lançado em 1985 pela Damatta, era um dos jogos mais copiados e trocados no recreio por jovens que queriam ver na sua tv aquilo que achavam que ia ser um belo de um regabofe.

Primeiro tínhamos que aguentar o famoso tempo de espera da k7 a carregar, a melodia Sinclair ia-nos enchendo os ouvidos enquanto aguardávamos ansiosos por ver aquilo que não conseguíamos ver com regularidade, seios e mulheres desnudas.

Ao entrarmos dentro do café podíamos comprar coisas que nos poderiam ser úteis no jogo, como armas ou então torrar o dinheiro em bebidas ou droga, algo completamente surreal para um jovem nos anos 80. A pistola era-nos fundamental para podermos assaltar velhotas e conseguirmos o dinheiro necessário, alguns optavam por outra alternativa, que era a de violar as velhotas sem dó nem piedade. Um jogo realmente hardcore para a altura, um verdadeiro GTA.


Os Ninjas e os Polícias eram outras presenças no jogo, ambas ligadas de forma indirecta já que tínhamos que matar os Ninjas para estes não terem oportunidade de nos roubarem e ficarmos sem a carteira. Isso significaria que ficaríamos sem documentos e a polícia iria levar-nos para a prisão, algo que não queríamos de forma nenhuma.

Podíamos assim continuar em frente no jogo até sermos abordados pela puta que nos mandava entrar e nos convidava a desfrutar do seu corpo. O não era inaceitável, iria chamar-nos de maricas e nós ainda influenciados pelo Marty McFly não iríamos querer isso de forma nenhuma. Numa cama por debaixo de um crucifixo (belo pormenor) podíamos então combinar e vermos se tínhamos dinheiro para as três opções, oral, anal e vaginal.

E não queríamos ser apanhados sem dinheiro, porque senão ela chamava o Reinaldo que vinha para nos castigar, e como ele era um rapaz alto, negro e nu, o castigo não prometia ser nada agradável para nós. Um jogo que era uma verdadeira pérola chunga dos anos 80, um clássico que vale mais pela memória do que aquilo que o jogo era em si. Jogo completamente em Português e que deixou boas memórias em pessoas de outros Países também.







Enviar um comentário Blogger