0

Confesso que me fazia confusão aquela simbologia toda no Jogo da Glória, mas este era um dos maiores clássicos nos jogos de tabuleiro nas década de 70 e 80, algo que nos mostrava conceitos como o Inferno ou o Purgatório, tudo obstáculos enquanto procurávamos atingir a Glória.

 O Jogo da Glória diz-se ter sido criado na Alemanha pela idade média e ter sido popularizado na França do Século XVI.  Existiram sempre vários tabuleiros deste jogo, mantendo sempre o conceito da espiral com 63 casas, onde existem prémios e castigos até atingir aquilo que todos queríamos, a Glória.

A Majora publicou uma das edições clássicas deste jogo que tenta simbolizar o percurso que todos fazemos nesta vida, existiam vantagens (como quando calhávamos na casa das andorinhas) e desvantagens (como quando caíamos no Purgatório e tínhamos que esperar até alguém ir lá parar), tendo que evitar ao máximo cair na casa do Inferno ou da Morte e tentar chegar à Glória.

O simbolismo místico era assustador neste jogo "para crianças", com a repetição da importância de números como o 7 e o 9, num jogo de sorte e azar em que dependíamos do que nos saía no lançamento dos 2 dados. Existiram versões do jogo com aviões em vez de pombas, mas todo o conceito era o mesmo e tínhamos que passar pelas mesmas provações para atingirmos a meta.










Enviar um comentário Blogger