0

Esta foi mais uma das Novelas de grande sucesso em Portugal, capa recorrente na TV Guia e com uma trama que conquistou o nosso País assim como tinha conquistado o público Brasileiro. Vale Tudo foi mais uma criação de Gilberto Braga, transmitida pela RTP em 1989 numa versão compactada para o estrangeiro.

A Novela Vale Tudo foi uma produção da Rede Globo, com 203 episódios transmitidos entre 16 de Maio de 1988 e 6 de Janeiro de 1989 no horário das 20 horas, substituindo Mandala nesse horário e se tornando um grande sucesso, sendo a segunda Telenovela de maior audiência no Brasil, perdendo só para o Roque Santeiro. Em Portugal a RTP transmitiu isto também em horário nobre, sendo a novela que substituiu Sassaricando a 6 de Dezembro de 1989 e terminou somente a 22 de Junho de 1990 num total de 140 episódios (versão compactada para o estrangeiro).

As actrizes Glória Pires e Beatriz Segall deram show como as vilãs da história, a segunda foi mesmo considerada a maior vilã de sempre na teledramaturgia Brasileira. Já a personagem de Glória Pires foi considerada como a filha mais ingrata da TV, chegando a vender o seu próprio filho e deixando a sua mãe na rua.

Imagem do site http://www.brincabrincando.com
Regina Duarte portou-se bem também, revelando-se num papel de mãe traída e abandonada, uma mulher com boa moral e que tenta ultrapassar todas essas dificuldades através do trabalho honesto. A sua frase "O Sangue de Jesus tem poder" virou um forte bordão, por cá Varela Silva e Margarida Carpinteiro consideraram Regina um monstro na arte de representar pelo papel aqui interpretado.

Em programas diversos chegava-se a discutir cenas da novela e a importância quer de algumas personagens quer da banda sonora, uma das mais fortes até então seja a sua versão Nacional seja a versão Internacional.

A prova de como os Portugueses viveram esta Novela aconteceu num episódio com Reginaldo Faria, que se encontrava a viajar num comboio e foi abordado por alguns passageiros que o "confundiam" com a personagem que interpretava e o questionavam porque é que estava ali a andar de comboio já que era muito rico e tinha até jactos privados.

A trama escrita por dois "Monstros" como Aguinaldo Silva e Gilberto Braga que abordaram a crise de valores de uma forma brilhante, mostrando personagens que faziam de tudo para conseguir o que queriam e como o refrão do genérico dizia

 "Brasil
Mostra a tua cara
Quero ver quem paga
Pra gente ficar assim
Brasil
Qual é o teu negócio?"

Segundo Gilberto Braga ele queria abordar até que ponto valia ser honesto no Brasil naquela altura.

Sinopse tirada de http://www.brincabrincando.com

Se Raquel (Regina Duarte) acredita que a única maneira digna de se viver é obedecendo a uma consciência ética, para Maria de Fátima (Glória Pires), sua filha, honestidade é um valor que está fora de moda, valendo tudo em nome da ascensão social. Nessa medida, sem que a mãe saiba, vende a casa onde as duas viviam e parte para o Rio de Janeiro, em busca de uma oportunidade para dar um grande golpe. Juntamente com César (Carlos Alberto Riccelli), seu cúmplice desde o início, planeia arranjar um marido rico e a escolha acaba por recair sobre Afonso (Cássio Gabus Mendes), herdeiro da milionária Odete Roitman (Beatriz Segall).

Identificando-se com Fátima, Odete promete-lhe todo o apoio se ela conseguir separar Raquel do executivo Ivan (António Fagundes), que a matriarca deseja unir à sua filha, a alcoólica Heleninha (Renata Sorrah), mulher traumatizada com a convicção de que é responsável pelo acidente que vitimou o seu irmão mais velho. Fátima consegue cumprir o desejo de Odete e casa-se com Afonso. Raquel ainda tenta denunciar as suas maldades, mas Odete aplaude a iniciativa de Fátima em querer subir na vida, sem desconfiar de que a nora não só tem um amante, o aludido César, como ainda o sustenta com o dinheiro da família.

Imagem de http://www.brincabrincando.com


Raquel entretanto também consegue um lugar ao sol e, depois de vender sanduíches na praia e de cozinhar para fora, torna-se proprietária de uma cadeia de restaurantes, sofrendo sabotagem por parte de Odete, que a vê como uma ameaça à felicidade de Helena. O plano de Fátima prossegue e, ao ficar grávida, a possibilidade de conseguir uma óptima pensão em caso de divórcio aumenta as suas expectativas. Porém, a sua integridade começa a ser posta em causa, primeiro por Celina (Nathália Timberg), irmã de Odete, e depois pelo próprio Afonso. Ao ser descoberta, Fátima é colocada sob vigilância até que a criança nasça e se saiba quem é o pai. O resultado do exame de DNA é claro, diagnosticando, sem sombra de dúvidas, que o filho não é de Afonso.

Expulsa da vida dos Roitman, Fátima jura vingança e aproxima-se de Marco Aurélio (Reginaldo Faria), braço direito de Odete na companhia de aviação TCA. Enquanto isso, César envolve-se com a matriarca, que se apaixona loucamente por ele a ponto de enfrentar toda a família em nome de tal relação. Todavia, não demora muito para Odete descobrir que o amante continua mancomunado com Fátima e a partir daí a sua vida atravessa os seus piores momentos. Por um lado, Helena fica a saber que era a mãe e não ela quem conduzia o automóvel no acidente fatal em que perdeu o irmão. Por outro, Odete é informada que desde há muito vinha a ser roubada por Marco Aurélio dentro da TCA e, no mesmo dia, passadas poucas horas, é assassinada com três tiros de revólver.

Contrariamente ao que seria esperado, quem matou Odete não foi nenhum dos seus inimigos: Odete morreu simplesmente porque Leila (Cássia Kiss), esposa de Marco Aurélio, descobriu o caso que ele mantinha com Fátima e resolveu vingar-se. De tão transtornada que estava, não identificou quem acompanhava o marido, disparando os três tiros sem pensar. O desfecho de Vale Tudo não é moralista: se Raquel prospera com a cadeira de restaurantes, Fátima consegue dar a volta por cima e arranja um casamento de conveniência com um príncipe homossexual que quer manter as aparências. César acompanha-os, compondo um triângulo amoroso muito pouco ortodoxo…

Imagem de http://www.brincabrincando.com

Infelizmente não pudemos ver uma das cenas mais marcantes, aquela em que Marco Aurélio escapando impune a tudo faz um "manguito" para a câmara, algo que foi cortado neste compacto internacional. Mas não faltaram cenas marcantes nesta novela, em especial entre Glória Pires e Regina Duarte, e no Brasil a morte de Odete Roitman foi assunto de comentário e discussão por vários dias, com as pessoas a tentar adivinhar o assassino(a) da maior vilã da trama.

Uma novela intensa e com um argumento muito em elaborado, parte da era de ouro das telenovelas Brasileiras e uma que deixou saudades.





Enviar um comentário Blogger