0
Era uma elite especial os que usavam roupa da Cenoura, eram poucos e orgulhavam-se disso. Em Cascais existia uma loja grande perto do Visconde da Luz, imponente e era o orgulho de um dos maiores nomes do vestuário infantil nos anos 70 e 80.

A marca neste momento penso que ainda pertence à Crispim Abreu (um grupo têxtil do Norte do País), que tentou revitalizar este nome em 2005, altura que adquiriu o grupo Cenoura, e chegou a abrir umas quantas lojas em centros comerciais como os Dolce Vita apostando em lojas modernas nos centros comerciais e no fascínio das lojas tradicionais como aquela que existia em Cascais.

Roupas com muita cor e estilo, era algo que se associava rapidamente à Cenoura, uma marca que vestia os pequenos "betos" da linha de Cascais (e não só) e que patrocinava grupos infantis como os Ministars. Habituei-me desde sempre a ver aquele logotipo enorme no topo da loja em Cascais, achava piada como o nome da loja ia diminuindo de tamanho e ficava parecido com uma Cenoura verdadeira, achava tudo aquilo uma ideia brilhante.


Passava lá diversas vezes, a caminho da rua da Polícia, mas nunca entrei nem me lembro de usar roupa de lá. Era sempre considerado algo de difícil acesso, com preços fora do alcance da carteira dos meus Pais e por isso nem via a necessidade de entrar lá dentro, era a ideia que os mais velhos me passavam. No entanto estava lá, era parte da paisagem, custou-me um pouco quando esta deixou de estar presente na Vila de Cascais, provando que as grandes marcas e os grandes símbolos também morrem e deixam de ter força.

Alguém aqui usou roupa de lá?








Enviar um comentário Blogger