domingo, 8 de setembro de 2013

... do Tabaco SG Ventil, Gigante, Filtro etc


O tabaco sempre fez parte da nossa vida, havia sempre um pai (ou pais) e tio fumador na família que víamos constantemente a fumar e que até nos pedia para ir comprar tabaco em algumas ocasiões. Nos anos 80 uma das marcas mais fortes era a Portuguesa SG, com vários maços a dominar o mercado na geração mais velha, já que a mais nova tinha tendência a ir para outras marcas.

A Tabaqueira começou a comercializar e produzir a marca SG em 1958, com o nome a ter origem na empresa que produzia originalmente estes cigarros, a Sociedade Geral (uma empresa que estava presente em vários ramos da economia Portuguesa). Na minha casa o meu Pai era fã do SG Gigante, por várias vezes tinha que lhe comprar um maço no café ou taberna do bairro, num tempo em que não me pediam a identificação porque sabiam que estava a comprar para o pai.



Ele era o típico fumador Português, emborcando cigarros em cadeia, uns atrás dos outros e era presença constante também no final de cada refeição. A minha Mãe era fumadora ocasional, por norma era o SG Filtro (ou então a outra marca do mercado, o Português Suave), a embalagem azul escura que contrastava com o vermelho forte do SG Gigante. Volta e meia via lá por casa a embalagem cinzenta do SG Ventil, mas penso que só era comprado quando não havia os outros disponíveis.

Nunca gostei do fumo, do cheiro ou do sabor de um cigarro, mas lembro-me de brincar com as embalagens vazias, em especial com aquele selo prateado que selava a embalagem. Achava algo tão institucional e "sério" e punha em papéis vários para fingir que eram documentos "sérios". 50 escudos por norma dava para comprar um maço pelo que me lembro, e foi variando os preços ao longo da década mas nunca fugindo muito disto. Também me lembro de por vezes ver isqueiros com esta marca em grande destaque.

Alguém fumou desta marca?







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...