0

Para quem lia regularmente as revistas da Editora Abril, sabia que iria encontrar nas suas páginas uma publicidade ao Instituto Universal Brasileiro, algo que para o público Português não significava muito, mas para quem morava no Brasil podia significar uma mudança de vida.

O Instituto Universal Brasileiro foi fundado em 1941, e acabou por se tornar a maior escola à distância do Brasil nos anos 60 e 80. A empresa apostava grande na publicidade e era comum ver em revistas de fotonovelas ou os chamados formatinhos da editora Abril, anúncios para os cursos desta escola normalmente de duas páginas com uns destacáveis que as pessoas podiam enviar para se matricularem.

Existiram vários, o mais comum era o de duas páginas com uma foto de um casal sorridente a ver os cursos, e na página ao lado os cursos e o seu custo, mas a que recordamos melhor era a do anúncio feito em banda desenhada a mostrar um rapaz a virar mecânico de carros com esse curso, ou aquele que vira um artista de desenho e publicidade.


Apesar disto tudo existiam graves problemas financeiros no Instituto,  eles primavam mais pela quantidade de cursos do que pela qualidade e não tinham bons gestores à frente dos destinos da companhia o que chegou a provocar atrasos nos salários e nos financiamentos de cursos.

Nos anos 90 chegou a existir uma grande greve geral de funcionários, que provocou uma paragem total de todos os sectores do instituto. Mas quem via a publicidade nas revistas ficava com vontade de tirar um daqueles cursos, havia para todos os gostos: Mecânico, Costura, Electricista, Design e desenhos entre outros tantos cursos.

A sede mudou várias vezes de cidade, mas nem por isso a parte financeira estava assegurada e continuavam os atrasos nos salários apesar de existir uma maior procura destes cursos quando houve a mudança da moeda para o Real. Chegaram a ter 10 unidades em São Paulo, a funcionar a todo o gás e com mais de 200 Mil alunos matriculados na década de 80.








Enviar um comentário Blogger