1

Ainda sou do tempo de termos que montar os brinquedos que nos davam, o Skate de dedo vinha com essa particularidade e caía também noutra muito especial, aquela onde nós por não conseguirmos ter o original, arranjávamos uma cópia com os materiais que tivéssemos à mão.

Este foi um daqueles brinquedos de sucesso tanto em Portugal como no Brasil, um simples skate com umas rodas de plástico onde nós depois colocávamos dois dedos e andávamos com o mesmo em manobras dignas de um skate original. Podíamos brincar com isto simplesmente pelos móveis ou corrimões da casa, ou então usarmos uma rampa de skate que existia para brincar com isto.



Eu não tive um destes brinquedos, mas tive a versão "pobre e barata", a solução era simples, agarrávamos e tirávamos aquele pedaço de metal que estava na parte de cima das pernas da cadeira da escola, entregávamos ao nosso Pai ou a outro familiar com jeito para a coisa que moldava aquilo a ficar igual a um skate.

Depois punha-se um pouco de lixa para os nossos dedos poderem agarrar no "skate", e umas rodas de plástico e estava uma perfeita imitação para ninguém colocar defeito e tão ou mais divertido que o original. Eu e os meus vizinhos usávamos e abusávamos disto e não nos fartávamos. Mas que havia skates de dedo muito giros, lá isso havia, e no Brasil então aquilo chegava ao ponto de existirem campeonatos e tudo para o pessoal competir uns com os outros.





Enviar um comentário Blogger