0

Lobijovem foi um daqueles filmes que só podia ter sido feito nos anos 80, uma comédia completamente sem sentido mas muito divertida (pelo que me lembro) e que dependia exclusivamente do carisma do seu protagonista, o talentoso Michael J. Fox.

Estávamos em 1985, a actriz Meredith Baxter estava em licença de Maternidade da série Family Ties (Quem sai aos seus / Caras e Caretas) e por isso os estúdios queriam aproveitar essa oportunidade e dar um filme a Michael J. Fox para capitalizar a sua popularidade e o ajudar na sua carreira cinematográfica.

Jeph Loeb, Tim Hayes e Matthew Weisman escreveram então esta comédia que foi realizada por Rod Daniel e filmada em apenas 3 semanas para aproveitar as folgas de Fox. O filme apesar de um pouco surreal e cheia de furos na história, revelou-se um sucesso junto do público que ainda hoje se lembra do filme com saudade.

Em Portugal ficou Lobijovem, ficando assim um nome a lembrar Lobisomem, já no Brasil foram vários os nomes do filme, Lobo Adolescente, Garoto Lobisomem e numa jogada de mestre para aproveitar o sucesso do Regresso ao Futuro, o filme ficou o Garoto do Futuro.

No filme Michael J. Fox era Scott Howard, um jovem de 17 anos que era apaixonado por uma rapariga da escola e jogava numa equipa de basquete que não ganhava nenhum jogo.


Um dia ele começa a notar diferenças no seu corpo, especialmente em noites de Lua cheia e após algumas transformações é-lhe então explicado pelo seu Pai de que ele descendia afinal de uma linhagem de Lobisomens. Ele começa a ficar mais animado na escola e mais liberto com a confiança que obteve devido a transformar-se num Lobisomem.

A parte engraçada é que pelos vistos os Lobisomens são excelentes jogadores de basquete, já que ele começou a dar verdadeiros shows nos jogos da sua equipa e a ajudá-la a ganhar jogos e a ser mais popular na escola. O plot depois é o do costume, ele começa a ficar mais convencido por andar com a malta popular e a esquecer-se dos seus verdadeiros amigos.

O filme foi filmado antes do Back to the Future, mas só estreou depois de modo a aproveitar o sucesso estrondoso deste filme e a popularidade ainda maior de Michael J. Fox. Nunca mais revi o filme, tenho até algum medo, mas tenho boas memórias do mesmo e não me importava de o rever.













Enviar um comentário Blogger