0


Criança que era criança nos anos 80 andava sempre arranhada e cheia de nódoas negras, já falei aqui do Hirudoid, que usavam para as nódoas negras, e hoje será a vez do Mercúrio Cromo que era usado mais para os arranhões.

Presença habitual na casa dos parentes mais velhos, o Mercúrio Cromo e tintura de iodo era o que se usava numa era pré-Betadine, para desinfectar aquelas feridas abertas e arranhões com mau aspecto. Mas com uma particularidade, aquilo ardia que se fartava, muito mesmo, era de ir às lágrimas levando ao extremo "o que arde cura".

Era pior que o álcool por vezes, mas as nossas tias e avós eram bem fãs de nos despejar isto nos joelhos ou cotovelos (por norma onde nos arranhávamos mais). Acabou por ser retirado do mercado por acreditarem que fazia mais mal que bem ao nosso organismo, e ninguém sentiu muito a falta disto não, mil vezes o fresquinho Betadine, sem sombra de dúvidas.

Em todo o caso duvido que muito Brasileiro e muito Português não tenha andado com manchas vermelhas nos braços e nas pernas, e com algumas lágrimas nos olhos depois de terem sido vítimas deste "medicamento".





Enviar um comentário Blogger