... da Samantha Fox - Ainda sou do tempo

sábado, 27 de abril de 2013

... da Samantha Fox


A Samantha Fox foi um dos maiores ícones sexuais dos anos 80, enfeitava paredes de oficina e de quartos de rapazes adolescentes, era uma presença constante nas páginas centrais do Correio da Manhã e chegou até a fazer uma carreira musical com um single de grande sucesso.

Samantha Karen Fox nasceu a 15 de Abril de 1966 numa pequena localidade situada em Londres, Inglaterra e aos 16 amos era já uma modelo de sucesso no seu País. Tornou-se a imagem de marca da página 3 do The Sun, uma página conhecida pelas suas fotos eróticas (por vezes em topless), sendo eleita modelo do ano por 3 vezes e reformando-se dessa vida aos 20 anos para enveredar então pelo mundo da música.

Fox lançou o seu primeiro single a Março de 1986, "Touch me (i want your body)" que escalou os tops um pouco por todo o mundo, ficando no top 5 quer nos Estados Unidos que no Reino Unido e deixando a população Masculina em êxtase com a sua sensualidade e os gemidos presentes nesta música.

O sucesso levou a que a editora Jive Records apostasse nela, e nos 6 anos seguintes saíram 5 novos álbuns que nunca mais atingiram o sucesso do seu 1º single, apenas a música "Nothing gonna stop me now" voltou a entrar no top 5 de vendas. Mesmo assim a carreira dela era estável, e a ajuda de produtores conhecidos no mundo Europop fizeram com que a cantora conseguisse sempre estar um pouco na ribalta apesar de nunca conseguir igualar o sucesso da sua primeira música.

Mesmo assim vendeu mais de 30 Milhões de álbuns, e fez sucesso um pouco por toda a Europa tendo concertos esgotados e aparecendo em programas televisivos um pouco por todo o lado.

Em Portugal ela aparecia nas páginas centrais da revista de Domingo do Correio da Manhã, na revista Bravo e o seu primeiro single também alcançou grande sucesso no nosso País, tocando a toda a hora em algumas estações de rádio.

Apareceu em diversas séries de televisão e aos 29 anos voltou à página 3 do The Sun,  na comemoração dos 25 anos dessa rubrica do jornal Inglês em 1995 e o sucesso foi tanto que marcou presença em todos os dias dessa semana comemorativa tendo o jornal oferecido um poster A3 com a modelo em topless no final dessa semana.

Muitos anos mais tarde desiludiu muitos corações ao anunciar que era gay, acabando assim com a ilusão de muitos admiradores masculinos mas não a eliminando por completo do seu lugar de destaque nas paredes das oficinas por esse mundo fora. De recordar também a "luta" com outra "grande" oponente, a Sabrina, com a qual todos gostavam que chegasse a vias de facto.

Marcou toda uma geração, e foi sem sombra de dúvida uma das maiores pin up dos anos 80 e de todos os tempos, uma verdadeira sex symbol que aliava o corpo voluptuoso a uma sensualidade sem igual.








3 comentários:

  1. A mulher inafundável... boias descomunais!
    Pena o seu 1,50m...
    :D

    ResponderEliminar
  2. Ao lado da Sabrina as duas eram bem "bouas" (e sou uma mulher, lolz)
    Gostei daquela junção das duas no videoclip do "Call Me". Mesmo ela sendo homossexual, ainda pode fazer suspirar muitos corações masculinos (I guess)

    ResponderEliminar