2

Volta e meia apanhávamos algo na TV que podíamos só ver uma vez mas marcava-nos para sempre, para mim um desses exemplos foi quando apanhei um episódio da série Portuguesa de desenhos animados com um Ouriço como protagonista.

Logicamente que nem fazia ideia que aquilo era Português, era um desenho animado que me cativou a atenção e me fez ficar agarrado ao ecrã e para mim isso era o suficiente. No blog desenhos animados descobri mais um pouco de algo que se calhar também muitos de vocês viram e gostaram mas deixaram aí num canto obscuro da vossa memória.

Eu lembro-me bem de um em que ele procurava uma casa nova, adorei a cor do desenho animado, a simplicidade dos animais que me apaixonava e era diferentes daqueles de ar esbugalhado ou hiper meigo dos animes que dominavam a nossa televisão na altura. A produtora Topefilme foi a responsável para levar para a RTP o desenho animado do Ouriço, uma criação de Artur Correia e Ricardo Neto e transmitidos pelo canal estatal entre 1979 e 1989, sendo transmitido um por ano normalmente.

Segundo informações, apesar de normalmente serem realizados pelos seus criadores, existiram alguns episódios animados por Carlos Cruz e Artur José e na parte musical a artista Eugénia Melo e Castro compôs as canções que se ouviam nos filmes sendo que interpretou a sua grande maioria. Isto chegou a ser animado como uma daquelas cantorias para nos mandar para a cama também.

Aquilo era simplesmente fabuloso, eu adorei o da procura do Ouriço por uma casa. enfrentando chuva e vários perigos com uma música fabulosa a acompanhar essa aventura. Lembro-me bem também da personagem do Esquilo Carteiro e de como todos não "falavam" e apenas emitiam sons como os adultos no Peanuts. Aconselho vivamente tudo a ver estes desenhos animados e é uma pena não haver mais produção Portuguesa do género.









Enviar um comentário Blogger