0

Quem Sai aos Seus (Family Ties / Caras e Caretas no Brasil) foi uma das melhores Sitcoms Norte-Americanas de todos os tempos, uma série que marcou a década de 80 e que estabeleceu Michael J. Fox como uma verdadeira estrela.

A série teve 180 episódios, em 7 temporadas que foram produzidas entre 1982 e 1989 onde eram mostradas de uma forma leve e cómica as diferenças políticas entre os membros da família, e que davam azo a situações engraçadas em conjunto com os problemas normais de uma família com 2 filhos adolescentes.

Michael J. Fox era a estrela do programa, no papel do conservador Alex Keaton que defendia com unhas e dentes os ideais Republicanos, muito para desgosto dos seus pais que eram os típicos Hippies liberais que cresceram em décadas de luta política e pela defesa dos seus ideais. E só de pensar que por um triz não o vimos neste papel, ele não foi a primeira escolha dos produtores e foi só com uma segunda tentativa e com a insistência do realizador é que ele ficou na série e o sucesso está à vista de todos.

Numa altura em que se vivia em plena administração Reagan, uma série destas (que o Presidente admitia que via e apreciava) tinha o seu lugar e espaço na Televisão Americana. O contraste do casal baby boomer Elyse e Steven Keaton (Meredith Baxter-Birney e Michael Gross), que eram bastantes liberais na educação dos seus filhos e nos ideais que defendiam, e os seus filhos adolescentes Michael e Mallory (Justine Bateman) que eram mais conservadores e muito adeptos da política económica e esbanjadora dos anos 80.

A filha era muito materialista, a típica adolescente que adorava roupas, compras e rapazes e diferente da sua mãe que era inteligente, independente e trabalhadora. A filha mais nova via-se no meio destas discussões e tanto pendia para um lado como para o outro, o que fazia de Jennifer (Tina Yothers) a típica criança que sabia fazer jogar as coisas a seu favor.

A RTP transmitiu a série na sua versão original e legendada em Português no final da década de 80, mas foi quando a SIC começou a repetir esta série nos seus canais temáticos que a vi com mais atenção. Também adquiri os dvd's da mesma e pude rever a genialidade da escrita e dos diálogos em alguns episódios, aquilo tinha uma qualidade acima da média. Também é engraçado ver convidados especiais como o Tom Hanks, que fazia de tio do Alex e as suas participações foram sempre bem interessantes.

Para além do elenco familiar, o vizinho e amigo de Alex também tinha algum destaque, Skippy Handleman (Marc Price) e a dada altura Courtney Cox também teve um papel regular na série nas últimas temporadas e a família recebeu mais um elemento quando o casal Keaton teve mais um filho rapaz. Uma série bem divertida e interessante, bem escrita e com um elenco que tinha uma química fenomenal. Adorava as picardias entre os irmãos, adorava o contraste de opiniões entre todos os membros da família e os meus episódios favoritos envolviam sempre o Alex em luta com o seu lado frio e capitalista e o outro lado mais emocional e a ver com os seus pais.

Adorei um em que ele trabalhava para um velhote numa mercearia de bairro e de onde saiu para uma grande superfície porque queria "crescer", mas mais tarde volta e percebe que mais vale estar ali naquele ambiente mais familiar. Outro episódio é o típico de Natal onde ele recebeu a visita dos três "fantasmas" que mostram a vida dele e como poderá ser no futuro se ele continua a ser frio e capitalista. Uma série que todos devem ver.










Enviar um comentário Blogger