5


Lembro-me bem do dia do Pão por Deus de 1988, cheguei a casa com o meu vizinho e enquanto estávamos sentados no chão a analisar o que tínhamos recebido, ligámos a TV para vermos a estreia de um novo Desenho Animado na RTP, os ThunderCats.

Ficámos logo vidrados naquele genérico cheio de acção e com uma música fenomenal, e ao longo das semanas seguintes aquele virou um dos nossos desenhos animados favoritos. Há pouco tempo estive a rever os dvd's que tenho da primeira temporada e aquilo não envelheceu mal, tem boas cenas de acção, boa banda sonora (os efeitos com trombones e afins nos momentos de maior tensão eram sempre bem colocados) e histórias agradáveis. O maior problema é aquela ingenuidade normal da década, a moral no final dos episódios, e o típico sidekick infantil (o Snarf). Mas na altura isso tudo não entrava nas equações, e por isso ainda hoje recordamos este programa com imensa saudade.

ThunderCats foi desenvolvida e produzida pela Rankin Bass Productions e a Telepicture Corporation, com uma primeira série de 65 episódios entre 1983 e 1985, seguida por um filme intitulado ThunderCats - HO! em 1986. Seguiu-se a 2º série dividida em 3 partes num novo formato de vinte episódios cada, produzidas de 1987 a 1988, 1988 a 1989, e 1989 a 1990, respectivamente.



Os ThunderCats são gatos-humanóides alienígenas, uma espécie de família Nobre do planeta Thundera e no primeiro episódio vemos como foram obrigados a abandonar o seu Planeta Natal. A frota é atacada pelos inimigos, os mutantes da Plun-Darr que destroem todas as naves, excepto a nave com o Lord dos ThunderCats, Lion-O. Nessa nave iam também os seus protectores, e o místico "Eye of Thundera", a fonte do poder dos ThunderCats, embutido no cabo da lendária espada que é manejada pelo líder do grupo. Jaga, o tutor de Lion, consegue programar o piloto automático da nave para os levar para a Terceira Terra, um planeta semelhante à Terra (e a Thundera) onde eles poderiam habitar e sobreviver sem problemas.

Jaga morre durante a viagem, que durou vários anos, enquanto os outros Thundercats viajam dentro de cápsulas que inibem o seu envelhecimento, mas uma falha na cápsula de Lion-O que afecta o seu envelhecimento e o transforma agora numa criança no corpo de um homem. Quando chegam ao novo planeta entram em contacto com alguns nativos que os ajudam na missão de construir um lar capaz de abrigar a família e de os proteger contra os inimigos.


Para além dos mutantes, que chegam também a este planeta, o maior inimigo começou a ser Mumm-Ra, uma múmia com poderes sobrenaturais que conseguia se transformar num ser ainda mais poderoso e enorme que começou a ficar bastante interessado no Olho de Thundera.

Era um vilão que impunha respeito e com poderes consideráveis, que chegaram a colocar em perigo de vida diversos membros dos Super Gatos mas que eram sempre frustrados pela equipa ou então pela incompetência dos Mutantes.

Lion-O era o líder da equipa, bastante ingénuo devido a ter o problema de ser uma criança num corpo de adulto e cometia bastantes erros de julgamento devido a isso, e aprendendo com eles evoluindo como líder. Tinha sempre por perto a companhia de Snarf, que era a sua ama seca e um daqueles sidekicks inúteis que servia basicamente para comic relief, ao contrário de Jaga, que aparecia por vezes em espírito para dar conselhos a Lion ou então para entrar em acção.

Panthro era o elemento forte do grupo, para além disso tinha um grande conhecimento tecnológico e era ele que criava as armas, os veículos e as protecções da equipa. Tygra era bastante ágil e ideal para as missões onde tinha que descobrir algo sem ser descoberto, era o elemento mais sereno do grupo e mantinha uma relação próxima com Cheetara, uma velocista inteligente e que ajudava na educação dos elementos mais novos da equipa, Willykit e WillyKat, 2 pestes que se colocavam quase sempre em sarilhos mas que chegaram em algumas ocasiões a salvar o grupo.

No lado dos vilões tínhamos os mutantes Vultureman, Monkian e Jackalman entre outros liderados por Slithe que era ligeiramente mais inteligente que os outros mas chegava a ser tão cobarde como eles aquando dos combates contra os ThunderCats.

Mumm-Ra era um ser sobrenatural que vivia enclausurado naquele Planeta e que vê na chegada do grupo uma oportunidade de escapar do feitiço que o prende por lá.



Existiam vários grupos de nativos espalhados pelo Planeta, cada um mais ridículo que o outro, e a dada altura outros habitantes do planeta Thundera que começaram a minar o programa e a torná-lo menos interessante. Mesmo assim foi um dos desenhos animados com maior sucesso da década de 80, com todo o merchandising que tinha direito que ia desde livros de Banda Desenhada a calendários passando por bonecos monocromáticos.

A série foi transmitida na RTP na sua versão original, legendada em Português e uns dos meus episódios favoritos foram aqueles que obrigavam a Lion-O submeter-se a várias provas (algumas contra os membros da sua equipa) para provar que era digno de liderar o grupo. Era um dos meus programas preferidos na altura que foi transmitido, e ainda hoje consigo ver alguns episódios com a mesma intensidade.







Enviar um comentário Blogger