6


Em 1994 estreava na SIC o Perdoa-me, um programa que visava conquistar uma fatia do público ainda um pouco distante da estação, o público feminino. A estação era já conhecida pela sua irreverência e originalidade, e por isso era um sucesso entre o público mais novo, mas o mais velho ainda estava um pouco distante do canal e por isso decidiu-se enveredar pelos programas que apelavam à emoção e ao espectáculo que queria fazer chorar as pedras da calçada.

O programa foi transmitido em horário nobre a um dia da semana, e tinha como objectivo tentar reconciliar pessoas que estavam desavindas ou até mesmo reaproximar familiares que não se falavam devido a alguma discussão do passado. O programa foi apresentado por Alexandra Lencastre e foi um sucesso absoluto, tinha público ao vivo e um cenário simples e com cores fortes como se fosse saído de uma revista Sabrina ou algo do género, juntamente com uma música calma e que ajudava a puxar pelo sentimento das pessoas de modo a realçar o que acontecia no ecrã.

Por vezes eram situações amorosas, um casal que estava chateado e um dos membros pedia ajuda então ao programa para pedir perdão à sua cara metade. Isso por vezes originava situações como alguém a cantar uma música para outra pessoa no meio do trabalho desta, ou uma entrega de ramo de flores e um pedido de joelhos por exemplo. tudo coisas que começavam a agradar às mulheres do outro lado do ecrã e assim a ajudar o canal a cimentar a liderança.

Poucos anos depois Alexandra Lencastre foi substituída por uma cara nova na estação, a Fátima Lopes, que se mostrou muito mais à vontade com o que o programa pretendia e tornou-se um dos rostos mais fortes do canal ao longo do tempo. Esteve no ar apenas 2 anos, mas foi um dos programas mais marcantes da história da estação sendo que continua a ser algo lembrado nos programas da manhã que utilizam por vezes a mesma premissa deste programa.





Enviar um comentário Blogger