... do Ecco the Dolphin - Ainda sou do tempo

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

... do Ecco the Dolphin



O jogo Ecco the Dolphin foi um dos mais importantes lançamentos para a consola Mega Drive da Sega. Um jogo de aventura que prometia muito, mas que não agradou a todos e muito por culpa da sua jogabilidade.

O jogo foi editado pela Novotrade International e foi lançado em 1992 para a consola Mega Drive, e as expectativas eram grandes com a revista Inglesa MEGA (da qual eu era fã graças a um amigo que a comprava) a fazer uma grande campanha pelo jogo. O jogo graficamente era agradável, simples mas com cenários coloridos e bonitos enquanto que na parte musical, o jogo também era bem melhor do que muitos feitos para a consola.

O problema era na jogabilidade, não era fácil de perceber o que se tinha que fazer e depois, mesmo quando se percebia, ainda era um pouco complicado de se conseguir fazer o que se pretendia. Tínhamos que ter atenção a que o Golfinho viesse à superfície (ou aproveitasse algum buraco de ar numa caverna) para respirar, e de o fazer "cantar" que permitia falar com outros animais ou interagir com alguns objectos e avançar no nível.

Para atacar era basicamente fazê-lo avançar rapidamente, isto destruía quer os inimigos quer alguns pequenos obstáculos que nos impediam de avançar no jogo. Os inimigos podiam ser simples cavalos marinhos ou polvos gigantes. A história envolvia um golfinho que via todos os seus amigos, e restante vida marinha, desaparecerem via uma tromba de água misteriosa que o fez procurar ajuda de modo a tentar reencontrar os seus amigos. Mais tarde ele percebe que tem que viajar no tempo e ir até a Atlântida e recuperar algo que permitisse resolver esta situação.

Dava para jogar algumas horas com ele, mas era um jogo que não apetecia pegar tantas vezes como em outros jogos da consola.